Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

A A9 da Sony vem para rivalizar com a melhor câmera da Canon

Logotipo do(a) Gizmodo Gizmodo 20/04/2017 Alex Cranz


Há alguns anos, a Sony tem sido a fabricante mais inovadora na indústria das câmeras, superando as principais marcas, Nikon e Canon, em várias categorias, com câmeras compactas incríveis, como a linha RX100, e a transformadora linha mirrorless full-frame A7. Mais do que apenas inovadora, a empresa tem visto sinais de que seus esforços estão encontrando um público: há alguns dias, a Sony alegou ter superado a Nikon como segunda maior vendedora de câmeras full-frame, as grandes e caras câmeras preferidas por aqueles que ganham a vida tirando fotos. Mas a Canon, com sua super rápida linha 1D de câmeras full-frame, ainda reina quando se trata de câmeras profissionais incríveis, usadas para coberturas de esportes e de programas do NatGeo. Bom, isso até agora. Porque a nova A9, da Sony, tem todas as ferramentas para destronar a concorrente.

• Como tirar fotos melhores com smartphones com câmera de duas lentes
• A Sony patenteou um método de “sugar bateria” do smartphone do seu amigo

A grande jogada da Sony na A9 é o foco insanamente rápido e as velocidades de captura. A A9 tem um sensor CMOS empilhado full-frame de 24 megapixels. O "empilhado" adicional aqui significa que há memória embutida diretamente dentro do sensor, para que ele possa capturar e processar imagens em velocidades altíssimas, como fotografando 20 quadros por segundo quando no modo eletrônico completo, sem o obturador em movimento. Sua rival, a Canon 1D X Mark II faz apenas 16 quadros por segundo. Além disso, a A9 pode fotografar rápido assim também enquanto muda o foco constantemente. Então, se esportistas estiverem praticando algum esporte em frente a você, você não perderá o foco como potencialmente perderia com a 1D.

© Fornecido por F451 Midi Ltda.

O sensor da A9 tem uma moderada resolução de 24,2 megapixels. Isso está aproximadamente no nível do sensor de 22,3 megapixels da Canon 5D Mark III e um pouco abaixo do sensor de 30,4 megapixels da Canon 5D Mark IV, mas tem resolução maior do que o que se encontra na última Canon 1D, a 1D X Mark II. Aquela câmera de US$ 6 mil tem um sensor de 20,2 megapixels.

© Fornecido por F451 Midi Ltda.

E, embora a câmera da Sony definitivamente deverá ser mais leve de segurar do que qualquer coisa que a Canon produz, isso pode não importar para o público-alvo da A9. Fotógrafos adoram equipamentos, mas também são criaturas de hábitos. Eles têm dificuldade em digerir pequenas mudanças na ergonomia de sua câmera favorita. Dizer-lhes para largar tudo, vender seu equipamento atual, suas lentes e baterias, e saltar para os braços da Sony exige que eles deem um baita tiro no escuro. Mesmo que a A9 seja US$ 1.500 mais barata do que a 1D X Mark II.

Além disso, não tem como dizer se a A9 realmente corresponde às demandas de um profissional. Claro, a Sony vem em grande fase com suas câmeras, mas as exigências da gravação de cenas de alta intensidade, como esportes, por fotógrafos são enormes. Mesmo que a Canon, ou a Nikon, não tenha evoluído drasticamente seu design industrial, suas câmeras profissionais sobreviveram ao teste do tempo.

A pré-venda da A9 nos Estados Unidos começa nesta sexta-feira e sairá por US$ 4.500. Um preço assustador que a coloca entre a 5D Mark IV, de US$ 3.500, e a 1D X Mark II, de US$ 6 mil. Com os recursos que a A9 está oferecendo por essa faixa de preço, isso é o suficiente para tentar mesmo os fãs mais leais da Canon. No Brasil, a câmera deverá chegar no início do segundo semestre deste ano, mas não há informações de preço.
© Reprodução

Mais de Gizmodo

image beaconimage beaconimage beacon