Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Estudo sugere que a língua humana é capaz de detectar odores

Logotipo do(a) Superinteressante Superinteressante 25/04/2019 Maria Clara Rossini
© Christoph Hetzmannseder

O que a sua língua sente quando prova um chocolate? Por incrível que pareça, além do gosto, ela também é capaz de cheirar o doce. Uma nova pesquisa foi capaz de encontrar receptores olfativos na língua, junto com as células que detectam o gosto. Esses são os mesmos sensores que estão no nariz e são responsáveis por identificar odores. 

O sabor da comida vem de uma combinação entre paladar e olfato. Já tentou comer algum alimento com o nariz tampado? O sabor vai parecer bem mais sem graça do que o normal. Mas isso a ciência já sabia. O que os pesquisadores descobriram é que essa relação é ainda mais estreita. A interação entre gosto e odor se inicia na língua e não no cérebro, como se acreditava.

Os sistemas olfativo e do paladar sempre foram considerados independentes. O que fez o pesquisador Mehmet Ozdener, do Centro Monell (EUA), questionar essa concepção foi uma pergunta de uma criança de 12 anos: ela queria saber se as cobras estendiam a língua para sentir cheiros – e a resposta é positiva.

Os pesquisadores extraíram células da língua humana e descobriram que em uma única célula podem existir receptores tanto do olfato quanto do paladar. Além disso, os receptores olfativos funcionam de forma similar tanto na língua quanto no nariz.

E os resultados batem com outros experimentos. Em entrevista ao Guardian, o professor Charles Spence, da Universidade de Oxford, disse que em estudos anteriores foi constatado que as pessoas conseguem diferenciar uma comida de outra mesmo quando sua única mudança é o cheiro sem usar o nariz.

Ozdener diz que a nova descoberta pode ajudar a desenvolver métodos para moldar o sabor da comida. Isso pode contribuir para a diminuição do uso de sal, açúcar e gordura adicionando um odor diferente que agrade o paladar. Ele também menciona o combate a doenças relacionadas à dieta, como diabetes e obesidade.

Além de abrir a oportunidade para o estudo da interação entre paladar e odor, a pesquisa também pode ajudar a entender de que maneira o sistema olfativo detecta o cheiro. Os cientistas ainda não sabem quais moléculas são capazes de ativar os tipos diferentes de receptores responsáveis pelo olfato. Entender como eles funcionam na língua é um primeiro passo para compreender o sistema olfativo em toda a sua complexidade. 

Galeria de fotos: 57 marcas e seus slogans famosos (Photos)

Quer receber as principais notícias do MSN Brasil pelo Facebook Messenger?
Inscreva-se agora.

Mais de Superinteressante

Superinteressante
Superinteressante
image beaconimage beaconimage beacon