Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Principais notícias

Juiz manda 'tesouro' de Geddel para Supremo

Logotipo do(a) Estadão Estadão 13/09/2017 Fábio Fabrini e Fábio Serapião, de Brasília
O 'tesouro' de Geddel © Foto: Divulgação/PF O 'tesouro' de Geddel

O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10.ª Vara Federal de Brasília, decidiu nesta quarta-feira, 13, remeter ao Supremo Tribunal Federal a investigação sobre o 'tesouro perdido' atribuído ao ex-ministro Geddel Vieira Lima - preso na Papuda. O magistrado alegou em sua decisão que 'há sinais de provas que podem levar ao indiciamento' do deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB/BA), irmão de Geddel, pelo crime de lavagem de dinheiro.

Conforme a Constituição, congressistas têm foro por prerrogativa de função e só podem ser alvo de inquéritos criminais que tramitem na Corte. Geddel está preso desde a semana passada na Papuda, por ordem de Vallisney.

No depoimento prestado à PF, o dono do apartamento situado em Salvador onde foram encontrados os R$ 51 milhões, Silvio Antônio Cabral da Silveira, disse que foi Lúcio quem pediu o imóvel emprestado e que o fez em nome da amizade com o parlamentar, embora não conhecesse Geddel.

Além disso, no local, foi encontrada uma fatura em nome de Marinalva Teixeira de Jesus, apontada como empregada doméstica do congressista.

"Conclui-se que, embora não existem indícios da participação do deputado Lúcio Vieira Lima nos fatos anteriores à apreensão dos valores, porque até agora somente vinculados às pessoas de Geddel Vieira Lima e Gustavo Pedreira, o certo é que a partir de agora, diante da existência de sinais de provas capazes de levá-lo a eventual indiciamento no delito de lavagem de dinheiro, delito este que até o que se sabe possui relação com o anterior, o processo não poderá prosseguir neste juízo", diz a decisão do juiz da 10ª Vara Federal.

Caberá aos ministros da Corte deliberar se toda a investigação correrá na instância superior ou apenas a parte referente a Lúcio.

Vídeo: Wesley Batista é detido em São Paulo (Via AFP)

A SEGUIR
A SEGUIR
Leia também no MSN Brasil:
Termina depoimento de Lula a Sergio Moro
STF rejeita pedido de suspeição de Janot
Defesa critica Janot: ‘Temer quer trabalhar e não consegue’

Fique por dentro de tudo o que acontece com o App MSN Notícias
Faça o download para Windows, Windows Phone, Android e iOS.

Mais de Estadão

image beaconimage beaconimage beacon