Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Lula está mais perto da prisão que das eleições, diz Doria

Logotipo do(a) Notícias ao Minuto Notícias ao Minuto 13/10/2017 Ansa
Lula está mais perto da prisão que das eleições, diz Doria: Prefeito de São Paulo está em viagem oficial à Itália © REUTERS/Nacho Doce Prefeito de São Paulo está em viagem oficial à Itália

Em discurso a empresários e investidores italianos nesta quinta-feira (12), o prefeito de São Paulo, João Doria Jr., afirmou que "Lula está mais perto da prisão que das eleições" de 2018.

O tucano, que está em Milão, encontrou-se com executivos da Confindustria, a federação de indústrias da Itália. Defendendo a abertura dos mercados brasileiros, as privatizações nacionais e as municipais do seu programa de desestatização, Doria disse acreditar que o ano de 2018 terá mais crescimento econômico, inflação controlada e "menos populismo".

+ Bolsonaro desiste de debate em universidade americana

"Lula está mais perto da prisão que das eleições", comentou o prefeito, apesar de, há poucas semanas, ter admitido que uma prisão do ex-presidente petista em meio ao processo eleitoral seria um "erro histórico", pois "incendiaria o país".

Doria defendeu as reformas levadas adiantes pelo governo do peemedebista Michel Temer e apresentou um vídeo aos empresários com as propostas de privatizações de São Paulo, que incluem o Sambódromo do Anhembi, o Estádio do Pacaembu, o autódromo de Interlagos, além de parques e de áreas do sistema de transporte.

"Isso que está sendo feito em São Paulo pode ser republicado em outras metrópoles, em todo o Brasil", disse Doria, que foi várias vezes aplaudido pelos empresários italianos. "A privatização é absolutamente necessária para o crescimento do país".

A vice-presidente internacional da Confindustria, Licia Mattioli, ressaltou, por sua vez, que o Brasil é um grande parceiro comercial. "A Itália realizou uma missão de empresários há mais ou menos um ano a São Paulo, justamente para demonstrar amizade e proximidade em um momento de crise".

João Doria iniciou hoje uma viagem oficial de três dias à Itália, com passagens por Milão e Veneza. Em entrevista exclusiva à ANSA na semana passada, o prefeito afirmou que o maior objetivo da visita era atrair investimentos estrangeiros, principalmente para o plano de privatizações. (ANSA)

Mais do Notícias ao Minuto

image beaconimage beaconimage beacon