Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Ministro da Educação diz estudar militarização de escola atacada em Suzano

Logotipo do(a) Estadão Estadão 22/03/2019 Isabela Palhares

Colégio foi reaberto pela primeira vez aos estudantes na manhã de terça-feira, 19 © Felipe Rau/Estadão Colégio foi reaberto pela primeira vez aos estudantes na manhã de terça-feira, 19
SÃO PAULO - O ministro Ricardo Velez Rodríguez publicou na tarde desta sexta-feira, 22, um comunicado em que informa estudar a viabilidade de implementar o modelo cívico-militar na escola estadual Raul Brasil, em Suzano. Um massacre na unidade no último dia 13 deixou dez mortos.

Apesar de a escola ser administrada pela rede estadual de São Paulo, o ministro diz que a possível militarização da unidade vai ser discutida com o prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, na segunda-feira, 25.

A expansão de escolas com gestão compartilhada com a Polícia Militar é uma das apostas do governo Jair Bolsonaro e foi elencada como uma das prioridades para a área da educação. No início do ano, houve inclusive uma reformulação no Ministério da Educação para a criação de uma nova subsecretaria de Fomento às Escolas Cívico-Militares. 

O ministro também anunciou que antecipou o repasse anual do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) para a unidade "como um alento à comunidade escolar de Suzano". O recurso é enviado anualmente para todas as escolas públicas brasileiras e dá liberdade para que utilizem da maneira que acharem melhor. 

Vídeo: Brumadinho: moradores voltam para ver o que sobrou 

A SEGUIR
A SEGUIR

Veja as notícias mais importantes do dia no seu celular com o app Microsoft Notícias. Disponível para iOS e Android. Baixe agora.


Mais de Estadão

image beaconimage beaconimage beacon