Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

José Aníbal critica apoio de corrente do PSDB a Haddad: 'É um erro'

Logotipo do(a) Estadão Estadão 11/10/2018 Marcelo Osakabe
José Aníbal, ex-deputado federal pelo PSDB © Tiago Queiroz/Estadão José Aníbal, ex-deputado federal pelo PSDB

O ex-deputado e ex-presidente do instituto Teotônio Vilela, José Aníbal, minimizou nesta quinta-feira, 11, o apoio anunciado pelo Esquerda para Valer (EPV), uma corrente do PSDB, ao candidato Fernando Haddad (PT). Segundo o tucano, apoiar o petista nesse momento é um erro.

"Para mim, a melhor solução é não ficar nem de um lado, nem de outro", disse Aníbal. "É um erro, assim como acho um erro a executiva estadual, contrariamente ao que decidiu a executiva nacional, assustada com a situação do João Doria, dizer que apoia o Bolsonaro", emendou. "Eu não apoio o Bolsonaro de jeito nenhum."

Ontem, integrantes do EPV, grupo que reúne cerca de 5 mil militantes nas redes sociais e é uma das mais antigas da sigla, anunciou apoio a Haddad após se reunirem com ele e entregarem uma carta de intenções. "A candidatura do Haddad está no campo democrático, PT e PSDB estiveram juntos em vários momentos", disse o sociólogo Fernando Guimarães, coordenador da corrente.

Na visão do tucano, que tentou, sem sucesso, se eleger para a Câmara este ano, o gesto do EPV é pontual e "não tem como elargir, como ampliar (em francês)". "É mais para ver se melhora o fôlego do Haddad", comentou o tucano, acrescentando que não foi procurado por nenhum integrante do PT para discutir o assunto.

Mais de Estadão

image beaconimage beaconimage beacon