Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Como usar Enem 2018 pra entrar em uma faculdade particular?

Logotipo do(a) Mundo Vestibular Mundo Vestibular 07/11/2018 MundoVestibular.com.br
© Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Sabia dessa? O Enem serve para entrar também em faculdades particulares - e com uma bela vantagem: aqui a quantidade de vagas é muito maior do que nas públicas.

E se o número de vagas é alto, é de se esperar que a concorrência dê uma trégua.

Entre os cursos que você pode entrar estão praticamente todos os bacharelados, licenciaturas e superiores de tecnologia disponíveis no Brasil. Dá até para conseguir aquela tão desejada vaga em Medicina!

Gostou da ideia? Então se ligue no texto a seguir. A gente vai explicar direitinho como usar o Enem 2018 para entrar em uma faculdade particular!

Como usar o Enem 2018 para entrar em uma faculdade particular

As faculdades particulares distribuem vagas usando a nota do Enem de duas maneiras. Quem fizer as provas em 2018 vai poder concorrer a uma vaga no ano seguinte pelo ingresso direto e pelo ProUni.

Entenda a diferença entre os dois.

Como usar o Enem 2018 para entrar em uma faculdade particular por meio do ingresso direto

O ingresso direto é uma modalidade super popular nas principais faculdades particulares do Brasil. Com uma dinâmica simples e rápida, permite conseguir vaga sem ter que prestar vestibular.

Para quem estudou durante o ano inteiro para se dar bem no Enem, é um alívio e tanto não ter que passar por outro processo seletivo desgastante!

A dinâmica é bem básica: o candidato acessa o site da faculdade onde quer estudar, escolhe o curso que quer fazer e informa as notas que obteve em cada uma das cinco provas do Enem (Linguagens e Códigos, Matemática, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Redação).

O sistema faz um cálculo e muitas vezes já informa, na hora, se o candidato obteve o direito à vaga ou não.

Para passar é preciso ter uma pontuação igual ou superior à mínima estabelecida para cada curso. Aqui vale aquela regra básica dos vestibulares: quanto melhor o desempenho, maiores as chances. A nota mínima pode variar de acordo com a instituição, curso, unidade e turno.

Se o candidato conseguir a vaga, só terá que efetivar a matrícula e esperar o dia do início das aulas.

O ingresso direto abrange a grande maioria dos cursos de graduação de faculdades particulares brasileiras. Vale tanto para graduações presenciais como a distância.

O único porém é que o ingresso direto dificilmente inclui Medicina. Para entrar nesse curso com a nota do Enem, você terá que optar por outros processos seletivos, como o vestibular tradicional, o ProUni (de bolsas de estudos), ou até mesmo o Sisu (que distribui vagas em universidades públicas).

Quem fizer o Enem em 2018 pode tentar vaga pelo ingresso direto assim que os resultados das provas forem divulgados, em janeiro de 2019.

Que fez edições anteriores também pode participar, desde que seja a partir de 2010. As regras de participação podem ser diferentes em cada faculdade.

O período de inscrições varia bastante. Por isso, fique de olho no site da faculdade onde você quer estudar. Ao final do texto vamos dar algumas ótimas opções que trabalham com o ingresso direto.

Como usar o Enem 2018 para entrar em uma faculdade particular pelo ProUni

O ProUni é um processo seletivo capitaneado pelo governo federal que distribui bolsas de estudo em faculdades particulares a candidatos com bom desempenho no Enem.

Dependendo do perfil de renda, é possível concorrer a uma bolsa integral ou parcial.

O ProUni é hoje um dos principais programas de estímulo à formação de nível superior no país.

Quem fizer o Enem em 2018 terá duas oportunidades de participar do ProUni em 2019 - uma no começo e outra no meio do ano.

A bolsas são concedidas mediante processo seletivo - que pode ser bastante concorrido. Para participar é necessário se encaixar nos perfis determinados pelo Ministério da Educação (MEC):

- Ter feito todo o ensino médio em escola pública ou em particular como bolsista integral.

- Ter renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio per capita para conseguir bolsa integral.

- Ter renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos per capita para tentar bolsa parcial.

- Apresentar pelo menos 450 na média das provas do Enem mais recente, sem ter tirado zero na redação.

A grande vantagem desse processo seletivo é, além das bolsas, oferece vagas em todos os cursos, inclusive aqueles que custam caro, como Medicina, Odontologia e Engenharia. Os candidatos podem concorrer por meio de cotas ou pela disputa geral.

O ProUni pode ser usado em cursos presenciais e a distância.

Mais de Mundo Vestibular

Mundo Vestibular
Mundo Vestibular
image beaconimage beaconimage beacon