Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Já conferi o gabarito do Enem. Como saber minha nota TRI?

Logotipo do(a) Guia do Estudante Guia do Estudante 17/11/2017 Ana Prado
Mão, aluna, teste, gabarito, lápis, estudante, prova: Não esqueça: é PROIBIDO usar lápis no Enem! © iStock Não esqueça: é PROIBIDO usar lápis no Enem!

Depois de dois longos dias de provas, a espera até a divulgação do gabarito oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é um período de bastante ansiedade. É o momento de verificar, após uma verdadeira maratona de questões, se o tempo investido na preparação foi o suficiente para obter o resultado esperado.

Em provas tradicionais, que seguem a Teoria Clássica de Testes (TCT) – aquela em que o número de acertos define a nota –, a conferência do gabarito representa o fim da espera. Mas a ansiedade não diminui em avaliações como o Enem, que utilizam a Teoria de Resposta ao Item (TRI), pois o número de questões corretas não permite saber exatamente qual foi o desempenho dos candidatos. Nessas avaliações, entra em jogo o nível de dificuldade das perguntas. Clique aqui para entender melhor como esse cálculo funciona

A boa notícia é que há opções para acalmar um pouco os ânimos até lá. Para ter uma noção mais próxima da pontuação oficial do Enem, uma maneira é avaliar que nota máxima e mínima os candidatos com determinado número de acertos obteve em anos anteriores.

Até 2015 o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP), responsável pela elaboração e aplicação do exame, divulgou uma série de dados que permite ter uma visão bem completa sobre o método de avaliação, a dificuldade de cada item e até mesmo o número de acertos e as respectivas notas. Com isso, dá para ter uma ideia da nota com base no desempenho de candidatos reais em aplicações anteriores. Mas como ter acesso a essa informação?

Você conhece o Radar Enem? É uma plataforma, parceria entre o Guia do Estudante e a Evolucional, que foi criada exatamente para isso. Nela, constam as bases de dados divulgados pelo INEP referentes aos anos de 2013, 2014 e 2015. Assim, ao lançar o número de acertos em cada área, a plataforma indica uma faixa de nota (máxima e mínima) que diz respeito exatamente aos resultados de candidatos que tiveram o mesmo número de acertos nos anos mencionados. Assim, dá para ter uma noção bem real das possíveis notas.

A tabela a seguir apresenta as faixas de notas em Ciências da Natureza com base nos acertos do ano de 2015. Veja:

tabela-jpg-1-100: Fonte: Radar Enem com base nos microdados publicados pelo Inep sobe o Enem de 2015. © Reprodução Fonte: Radar Enem com base nos microdados publicados pelo Inep sobe o Enem de 2015.

Acessando o Radar Enem, você consegue ver esses dados para todas as áreas. E na mesma plataforma, ao estimar que nota tiraria na Redação, você pode acessar o Simulador SiSU, um sistema que permite verificar, com base nesses resultados, em quais cursos do SiSU seria possível passar.

Então, enquanto espera o resultado oficial do Enem há muito o que fazer. Não perca tempo até lá! Se, ao acessar essas duas ferramentas, você verificou que há grandes chances de ter tido um bom resultado, poderá ficar um pouco mais tranquilo. No entanto, se percebeu que ainda não deu, mesmo que não seja uma resposta final, pode dar início a um novo ciclo de preparação. Quem tem informação e sabe utilizá-la bem sai na frente!

Acesse o Radar Enem!

radar enem entrada: Tela da ferramenta Radar Enem, que permite estimar a nota TRI © Reprodução Tela da ferramenta Radar Enem, que permite estimar a nota TRI

Vídeo: Novo Kindle é resistente à água e tem recurso de smartphone (Via Exame)

A SEGUIR
A SEGUIR


Siga o MSN no Facebook

Mais de Guia do Estudante

Guia do Estudante
Guia do Estudante
image beaconimage beaconimage beacon