Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Mais uma perda ao K-Pop: ator sul coreano é encontrado morto em sua casa

Logotipo do(a) VEJA.com VEJA.com 2 dias atrás Redação
O ator e cantor sul-coreano Cha In-ha foi encontrado morto em sua casa © Instagram/Reprodução O ator e cantor sul-coreano Cha In-ha foi encontrado morto em sua casa

O ator sul-coreano Lee Jae-ho, que atendia artisticamente por  Cha In-ha, foi encontrado morto na manhã desta terça-feira, 03 em sua residência. A agência Fantagio, que cuida da carreira do artista de 27 anos enviou um comunicado confirmando o óbito. 

“Estamos devastados em divulgar uma notícia tão triste. O ator Cha In Ha nos deixou. Estamos com os nossos corações partidos ao informar a todos vocês que sempre enviaram tanto amor e apoio ao Cha in Ha. Estamos em luto e tristes por algo tão difícil de compreender”, diz a nota.

Cha tinha apenas dois anos de carreira. Ele participou do grupo Surprise U e atuou em dramas coreanos como The Banker e Miss Independent Jin Eun 2

A agência do ator pediu que os fãs não especulassem sobre a morte dele em respeito à família – o motivo da morte ainda está sendo investigado.  Segundo a Fantagio, o funeral será restrito para a família, .

Em menos de três meses, outras duas jovens também morreram no país. A primeira delas foi em outubro. A cantora Sulli, ex-integrante da banda F(X), foi encontrada morta também em sua casa aos 25 anos – ela sofria de uma grave depressão. Um mês depois, a cantora Goo Hara, ex-integrante do grupo Kara, também morreu em casa aos 28 anos – meses antes ela já havia se internado após tentar se suicidar.

Onde buscar ajuda?

O CVV (Centro de Valorização da Vida) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo de forma voluntária e gratuita todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, email, chat e voip 24 horas todos os dias. 

A ligação para o CVV, em parceria com o SUS, pode ser feita pelo número 188. As ligações são gratuitas a partir de qualquer linha telefônica fixa ou celular. Também é possível acessar o site www.cvv.org.br para falar por chat, e-mail ou obter mais informações.

Mais de Veja.com

image beaconimage beaconimage beacon