Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Sergio Moro questiona posição do governo sobre prisão em 2ª instância

Logotipo do(a) Correio Braziliense Correio Braziliense 5 dias atrás Correio Braziliense

© Marcelo Ferreira/CB/D.A Press O ex-ministro da Justiça Sérgio Moro usou as redes sociais, na noite desta segunda-feira (29/6), para questionar o governo em relação à PEC da prisão em segunda instância. 

"Será que o governo é favorável ou contra a PEC da execução da condenação criminal em segunda instância? Sempre fui e sempre serei a favor. Eu mesmo escrevi este Twitter, portanto não será apagado", escreveu no Twiiter. 

Moro fez o comentário ao compartilhar a informação de que uma ala da Câmara dos Deputados tenta ressucitar a proposta que permite a prisão após condenaçao em segunda instância. A PEC está parada desde março, quando a pandemia eclodiu no Brasil .

O relatório sobre a PEC precisa ser aprovado pelos deputados integrantes da comissão especial antes de ir para o plenário da Câmara. 

Recentemente, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse que a proposta pode ser votada em agosto. Segundo ele, o texto é uma demanda da sociedade e precisa ser votado pelo Congresso logo. 

A PEC antecipa o chamado trânsito em julgado, ou seja, a sentença final em um processo, depois de esgotados todos os recursos. Atualmente, o trânsito em julgado se dá após o julgamento de recursos ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) ou ao Supremo Tribunal Federal (STF) ou ambos.

Já a PEC transforma os recursos a esses tribunais em ações revisionais, permitindo a execução da pena a partir de decisão em segunda instância, representada pelos tribunais de Justiça dos estados e pelos tribunais regionais federais (TRFs).

_____________

Mais de Correio Braziliense

Correio Braziliense
Correio Braziliense
image beaconimage beaconimage beacon