Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

STF decide arquivar representação do PT contra Carla Zambelli

Logotipo do(a) VEJA.com VEJA.com 30/06/2020 Da Redação
Deputada Carla Zambelli (PSL-SP) © Luis Macedo/Câmara dos Deputados Deputada Carla Zambelli (PSL-SP)

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, decidiu nesta segunda-feira, 29, pelo arquivamento de uma notícia-crime contra a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) apresentada pelo PT.

O partido defendia a investigação de uma possível prática dos crimes de tráfico de influência e advocacia administrativa em mensagens trocadas pela parlamentar com o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro. Na ocasião, Zambelli pediu a Moro que aceitasse a ida de Alexandre Ramagem para o comando da Polícia Federal: “E vá em setembro para o STF. Eu me comprometo a ajuda a fazer o JB [Jair Bolsonaro] prometer”, escreveu a deputada. Moro respondeu que não estava “à venda”.

De acordo com o PT, a fala de Zambelli “configura ato potencialmente ilegal” por ter envolvido a promessa de uma vaga no STF em troca da mudança na PF. Isso teria demonstrado, na visão dos parlamentares, que a deputada agiu como “intermediadora de interesses”.


A Procuradoria-Geral da República já havia se manifestado a favor do arquivamento da ação no começo de junho. De acordo com Augusto Aras, procurador-geral, o órgão já havia instaurado uma notícia de fato, e, por isso, os eventos já estariam sendo averiguados pelo Ministério Público Federal.

____________________

Vídeo: EUA: Suprema Corte invalida lei que restringe aborto (AFP)

A SEGUIR
A SEGUIR

Mais de Veja.com

image beaconimage beaconimage beacon