Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

STF revoga decisão de suspender entrevista com Lula

Logotipo do(a) Poder360 Poder360 18/04/2019 Poder360
O ex-presidente Lula está preso após condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro desde 7 de abril de 2018 © Sérgio Lima O ex-presidente Lula está preso após condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro desde 7 de abril de 2018

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, revogou nesta 5ª feira (18.abr) a decisão do ministro Luiz Fux de suspender entrevistas com o ex-presidente Lula na prisão em Curitiba (PR). Elas haviam sido autorizadas através de liminar pelo ministro Ricardo Lewandowski.

Toffoli autorizou a Folha e outros veículos a gravarem com o ex-presidente, que está preso desde 7 abril de 2018. Lula foi condenado pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá.

“Ocorre que, aos 4/12/18, o eminente Ministro Ricardo Lewandowski encaminhou a esta Presidência os autos da Rcl nº 32.035/PR noticiando que houve o trânsito em julgado da decisão de mérito, uma vez que ‘não houve interposição de recurso até o termo final do prazo, 22/11/2018’. É o relato do necessário. Decido. Preconiza o § 9º do art. 4º da Lei nº 8.437/92 que ‘a suspensão deferida pelo Presidente do Tribunal vigorará até o trânsito em julgado da decisão de mérito na ação principal.’ Consoante certificou a Secretária Judiciária da Corte, o trânsito em julgado da decisão de mérito proferida na Rcl nº 32.035/PR, se efetivou em 24/11/18”, ressaltou Toffoli na decisão..

Os pedidos de entrevista foram feitos no final de setembro do ano passado, a menos de 1 mês das eleições presidenciais. Ná época, o petista já tivera sido julgado inelegível pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

A decisão foi antecipada pela jornalista Mônica Bergamo, uma das que fariam a entrevista na sede da PF (Polícia Federal) na capital paranaense. Em sua coluna na Folha, ela chamou a proibição de “censura”.

Quer receber as principais notícias do MSN Brasil pelo Facebook Messenger?
Inscreva-se agora.

Mais de Poder360

image beaconimage beaconimage beacon