Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Temer ficará em cômodo de 20 m² na Superintendência da PF no Rio

Logotipo do(a) Poder360 Poder360 21/03/2019 Poder360
O ex-presidente Michel Temer (MDB) na Superintendência Regional da PF no Rio © Reprodução O ex-presidente Michel Temer (MDB) na Superintendência Regional da PF no Rio

O ex-presidente Michel Temer chegou à Superintendência Regional da Polícia Federal no Rio –onde ficará preso– no fim da tarde desta 5ª feira (21.mar.2019).

TUDO SOBRE A PRISÃO DE TEMER E A OPERAÇÃO DA LAVA JATO

De acordo com informações do portal G1, Temer ficará num cômodo de aproximadamente 20 metros quadrados, com janela, ar-condicionado e frigobar. Trata-se da sala do corregedor da PF, única com banheiro privativo.

O emedebista desembarcou no Aeroporto Internacional do Galeão e o comboio ingressou no prédio da Polícia Federal às 18h40, sob protestos. Manifestantes estavam com faixas e cartazes. E uma bandeira do Brasil.

Houve xingamentos direcionados ao ex-presidente. Foram desferidos tapas e chutes na viatura que o levava. Temer teve prisão preventiva decretada nesta 5ª.

Armados de fuzis, agentes da PF (Polícia Federal) precisaram intervir para que o comboio pudesse entrar no prédio, que teve o portão principal fechado às pressas, por questão de segurança.

O QUE DIZ A DEFESA

O advogado de Temer, Eduardo Pizarro Carnelós, escreveu em nota que a prisão do ex-presidente “constitui mais 1, e dos mais graves!, atentados ao Estado Democrático e de Direito no Brasil”. Eis a íntegra abaixo:

“A prisão do ex-Presidente Michel Temer, que se deu hoje, constitui mais um, e dos mais graves!, atentados ao Estado Democrático e de Direito no Brasil.

Os fatos objeto da investigação foram relatados por delator, e remontam ao longínquo 1° semestre de 2014. Dos termos da própria decisão que determinou a prisão, extraise a inexistência de nenhum elemento de prova comprobatório da palavra do delator, sendo certo que este próprio nada apresentou que pudesse autorizar a ingerência de Temer naqueles fatos.

Aliás, tais fatos são também objeto de requerimento feito pela Procuradora-Geral da República ao STF, e o deferimento dele pelo Ministro Roberto Barroso, para determinar instauração de inquérito para apurá-los, é objeto de agravo interposto pela Defesa, o qual ainda não foi julgado pelo Supremo.

Resta evidente a total falta de fundamento para a prisão decretada, a qual serve apenas à exibição do ex-Presidente como troféu aos que, a pretexto de combater a corrupção, escanecem das regras básicas inscritas na Constituição da República e na legislação ordinária.

O Poder Judiciário, contudo, por suas instâncias recursais, haverá de, novamente, rechaçar tamanho acinte

Em nota, a defesa de Moreira Franco manifestou “inconformidade com o decreto de prisão cautelar”. Para os advogados, a medida não é necessária, pois ele“encontra-se em lugar sabido, manifestou estar à disposição nas investigações em curso, prestou depoimentos e se defendeu por escrito quando necessário”.

Vídeo: Temer preso e outras notícias desta quinta-feira; assista 

A SEGUIR
A SEGUIR

Veja as notícias mais importantes do dia no seu celular com o app Microsoft Notícias. Disponível para iOS e Android. Baixe agora.


Mais de Poder360

image beaconimage beaconimage beacon