Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Em live, Bolsonaro defende decreto de armas, mas não fala de Moro e Santos Cruz

comandava a Secretaria de Governo da Presidência, o presidente Jair Bolsonaro defendeu, em live no Facebook nesta 5ª feira (13.jun.2019), os decretos que flexibilizam a posse e o porte de armas. A informação de que o Santos Cruz, amigo de Bolsonaro há 40 anos, foi demitido, foi divulgada nesta tarde. Ele será substituído pelo General de Exército Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, até então comandante militar do Sudeste. O presidente também não comentou sobre o vazamento de mensagens atribuídas ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, que mostram o ex-juiz federal interferindo na condução da operação Lava Jato. Mais cedo, Bolsonaro defendeu o ministro de maneira enfática. Ao defender os decretos das armas, Bolsonaro disse que "não tem problema nenhum" se, quando 1 ladrão entrar em uma casa e "lá dentro receber chumbo". "É em legítima da vida própria e do patrimônio", disse. "Se ele morreu ou não, não se tem nada a ver com isso", completou. Inscreva-se no canal do Poder360 e fique por dentro de assuntos sobre política e poder. Acesse o jornal digital: https://www.poder360.com.br/ Assine nossa newsletter: https://www.poder360.com.br/newsletters Curta o Poder360 no Facebook: https://www.facebook.com/poder360 Siga o Poder360 no Twitter: https://twitter.com/Poder360 Siga Poder360 no Instagram: https://www.instagram.com/poder360/
image beaconimage beaconimage beacon