Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Previna-se: conheça os problemas dentais mais comuns depois dos 50 anos

Logotipo de Colgate Por Colgate de Colgate | Slide 1 de 7: A retração na gengiva é comum com a chegada da terceira idade. A complicação pode facilitar o surgimento de cáries na raiz dos dentes e até mudar a aparência da arcada dentária. Segundo a dentista Daniela Meira, existem dois tipos de retração gengival, uma fisiologicamente evitável, e outra que ocorre devido à escovação com força excessiva, que pode ser contornada, através da mudança de hábitos. "Podemos evitar a retração ocasionada por escovação forte usando menos força ao escovar. Além disto, a escova deve ser sempre macia e jamais média ou dura, pois estas acabam machucando a gengiva", afirma a dentista. Segundo a especialista, é importante trocar a escova a cada três meses, pois cerdas velhas também podem ferir, acentuando a retração.

Evite escovação forte para não acentuar retração gengival

A retração na gengiva é comum com a chegada da terceira idade. A complicação pode facilitar o surgimento de cáries na raiz dos dentes e até mudar a aparência da arcada dentária. Segundo a dentista Daniela Meira, existem dois tipos de retração gengival, uma fisiologicamente evitável, e outra que ocorre devido à escovação com força excessiva, que pode ser contornada, através da mudança de hábitos. "Podemos evitar a retração ocasionada por escovação forte usando menos força ao escovar. Além disto, a escova deve ser sempre macia e jamais média ou dura, pois estas acabam machucando a gengiva", afirma a dentista. Segundo a especialista, é importante trocar a escova a cada três meses, pois cerdas velhas também podem ferir, acentuando a retração.
© Foto: Mark Bowden/iStock
image beaconimage beaconimage beacon