Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Casos de dengue dobram em 2018 e novo tipo do vírus preocupa SP

Logotipo de Jetss Jetss | Slide 1 de 15: De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, o número de casos confirmados de dengue dobrou este ano em comparação com o ano passado.++ Surto de febre amarela reforça necessidade de acompanhamento do calendário de vacinação anual pela populaçãoForam 9.332 pessoas infectadas com o vírus da dengue de janeiro a setembro de 2018, enquanto em 2017 haviam sido 4.611 no mesmo período. O número de mortes confirmadas também subiu. Este ano já foram 6 óbitos, um a mais que no mesmo período de 2016, mas ainda há outras mortes em investigação.O que tem preocupado a população e as autoridades é o novo tipo do vírus presente no Estado, o tipo 2 da dengue. Em 2017, este mesmo vírus foi detectado em apenas 6 municípios, enquanto este ano, já apareceu em 98 cidades, principalmente nas regiões oeste, noroeste e central.A Secretaria da Saúde explica que a infecção sucessiva por outro tipo de vírus desencadeia sintomas mais graves, ou seja, paciente que já teve dengue do tipo 1 ou 3, quando pega o tipo 2, corre o risco de ter uma dengue de maior gravidade. De acordo com dados da Secretaria, na epidemia de 2015, quando houve 678.031 casos e 510 mortes no Estado, prevaleceu o vírus tipo 1.Entre o fim de outubro e início de novembro próximo, a Secretaria planeja realizar uma campanha contra o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, em todos os municípios paulistas, com apoio das prefeituras.Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS

Casos de dengue dobram em 2018 e novo tipo de vírus aparece em SP

De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, o número de casos confirmados de dengue dobrou este ano em comparação com o ano passado.

++ Surto de febre amarela reforça necessidade de acompanhamento do calendário de vacinação anual pela população

Foram 9.332 pessoas infectadas com o vírus da dengue de janeiro a setembro de 2018, enquanto em 2017 haviam sido 4.611 no mesmo período. O número de mortes confirmadas também subiu. Este ano já foram 6 óbitos, um a mais que no mesmo período de 2016, mas ainda há outras mortes em investigação.

O que tem preocupado a população e as autoridades é o novo tipo do vírus presente no Estado, o tipo 2 da dengue. Em 2017, este mesmo vírus foi detectado em apenas 6 municípios, enquanto este ano, já apareceu em 98 cidades, principalmente nas regiões oeste, noroeste e central.

A Secretaria da Saúde explica que a infecção sucessiva por outro tipo de vírus desencadeia sintomas mais graves, ou seja, paciente que já teve dengue do tipo 1 ou 3, quando pega o tipo 2, corre o risco de ter uma dengue de maior gravidade. De acordo com dados da Secretaria, na epidemia de 2015, quando houve 678.031 casos e 510 mortes no Estado, prevaleceu o vírus tipo 1.

Entre o fim de outubro e início de novembro próximo, a Secretaria planeja realizar uma campanha contra o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, em todos os municípios paulistas, com apoio das prefeituras.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS

© Foto: Divulgação

Mais de Jetss

image beaconimage beaconimage beacon