Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Cirurgia que pode prevenir doenças faz Mara Maravilha baixar 4 números no sutiã

Logotipo do(a) Vix Vix 17/04/2018 Letícia Leite
mara maravilha decotada 0418 400x800 © Thiago Duran/Agnews mara maravilha decotada 0418 400x800

Após um período de férias do programa "Fofocalizando", no qual atua como apresentadora no SBT, Mara Maravilha retornou às telinhas e revelou que aproveitou o mês de folga para fazer uma cirurgia plástica de redução de mamas.

Redução de mamas de Mara Maravilha

mara maravilha com decote 0418 400x800 © Deividi Correa/Agnews mara maravilha com decote 0418 400x800

Ainda com os pontos da cirurgia, no programa que foi ao ar no dia 12 de abril de 2018, a apresentadora mostrou discretamente o resultado do procedimento.

Mara afirmou estar muito satisfeita por ter diminuído drasticamente o tamanho dos seus seios e que ainda tem que tomar alguns cuidados pós-operatórios, como evitar levantar muito os braços, por exemplo.

"Era algo que eu queria muito.Tem uma turma que quer silicone, e tem uma turma que quer diminuir, e eu estou muito feliz porque eu saí do quase 46 e estou no 38, feliz e tranquila", disse.

Veja o resultado da redução de mamas de Mara Maravilha:



Como é a mamoplastia redutora?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a mamoplastia redutora remove o excesso de gordura, de tecido glandular e de pele dos seios.

Geralmente, as mamas são reduzidas até o tamanho desejado pela mulher e de acordo com a orientação do cirurgião, para que fiquem proporcionais ao corpo da paciente, amenizando desconfortos em relação ao seu peso e tamanho que podem até mesmo ocasionar problemas na coluna, por exemplo.

Quem pode passar pela cirurgia?

Qualquer mulher pode realizar o procedimento, inclusive as jovens, desde que seja garantido por um especialista que suas mamas já não estão mais em processo de desenvolvimento.

Esta cirurgia pode ser ainda um método de prevenção contra algumas complicações, como a displasia mamária, que pode acarretar dor, inchaço, nódulos e cistos. Em alguns casos, em que há um risco maior de desenvolvimento de doenças graves, também pode ser indicada a retirada de parte da glândula mamária.

Mamoplastia redutora e a amamentação

mama amamentacao aleitamento materno 0117 400x800 © Romanova Anna/Shutterstock mama amamentacao aleitamento materno 0117 400x800

Entre os riscos da mamoplastia redutora está a incapacidade de amamentar, entretanto, especialistas afirmam que com o aprimoramento das técnicas cirúrgicas há a possibilidade de prevenção do tecido glandular necessário para a produção de leite.

"Apesar de existir a chance de alguns dutos terem sido cortados durante a cirurgia, ao longo do tempo muitos desses dutos voltam a 'crescer' e isso pode acontecer em um ritmo acelerado sob a influência dos hormônios de uma gravidez e, de modo geral, em cerca de cinco anos eles voltam a ter sua funcionalidade praticamente intacta. Ou seja: a grande maioria das mães que passou por essa cirurgia consegue produzir leite materno suficiente", dizem Ana Basaglia e Fabíola Cassab, fundadoras do Matrice, grupo de apoio à amamentação.

Dicas de beleza

Base que não "apaga" as sardas seria a queridinha de Meghan Markle

Batom nude de Thais Fersoza é mistura de produto matte + gloss

Truque com blush do maquiador das famosas faz make parecer mais natural


Siga o MSN no Facebook

Mais de Vix

image beaconimage beaconimage beacon