Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Participante do BBB 19 quase ficou cego por problema no olho que pode surgir ao coçar

Logotipo do(a) Vix Vix 18/01/2019 Fernanda Labate
Participante do BBB 19 quase ficou cego por problema no olho que pode surgir ao coçar © Fornecido por Batanga Media Difusão pela Internet LTDA Participante do BBB 19 quase ficou cego por problema no olho que pode surgir ao coçar

Tanto em seu perfil no programa quanto na estreia do “Big Brother Brasil 19”, o oftalmologista Gustavo Soares comentou sobre um sério problema de saúde com o qual teve de lidar há pouco mais de dez anos.

Aos 24 anos, o paulistano foi diagnosticado com ceratocone, uma doença bastante complicada que fez com que ele praticamente perdesse a visão e tivesse de realizar um transplante de córneas para voltar a enxergar bem.

Rara, essa doença ainda é relativamente misteriosa, mas pode ser provocada tanto por algumas doenças quanto por um comportamento muito comum e que todo mundo faz com certa frequência: coçar os olhos.

Ceratocone: o que é?

Conforme explica Sergio Felberg, médico membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, o ceratocone é uma doença rara (há de 4 a 600 casos a cada 100 mil pessoas) que deforma a córnea, afinando a superfície do olho de modo que ela adquira o formato de um cone.

Geralmente, ela se manifesta nos dois olhos (de forma diferente em cada um deles) e seu surgimento é mais comum na fase da puberdade, entre os 13 e 18 anos. Após o aparecimento, ela progride durante um período de seis a oito anos e, em seguida, tende a ficar estável.

De acordo com o oftalmologista, graças à deformação da córnea, a doença normalmente provoca uma piora na visão associada a desconforto e lacrimejamento, e pode evoluir até que a deformidade resulte na perda completa da visão.

Causas da doença

Apesar de ainda ser relativamente misteriosa, Sergio afirma que o surgimento do ceratocone pode estar relacionado a doenças como as síndromes de Down, Turner, Ehlers-Danlos e Marfan, mas além disso, fatores externos também são capazes de interferir no formato da córnea e resultar nessa complicação.

Conforme explica o oftalmologista Marcos Ferraz, da clínica Oftalmend, apesar de o toque na região normalmente não ser algo doloroso, ela não foi feita para isso e, portanto, o hábito de esfregar os olhos pode resultar em uma deformidade das córneas, dentre outros problemas.

Segundo ele, quando coçamos os olhos, por exemplo, pode haver a ruptura das fibras de colágeno que formam essa parte dos olhos. Isso, por sua vez, pode aumentar o diâmetro dos olhos e até alterações como o ceratocone.

Tratamentos

De acordo com Sergio, o ceratocone pode ser tratado de algumas maneiras diferentes, mas tudo depende do quão grave é o quadro. Em casos mais simples, óculos podem bastar para facilitar a visão do paciente.

Quando isso não acontece, há também a possibilidade de ele usar de lentes de contato terapêuticas rígidas e adaptáveis que vão, pouco a pouco, nivelando a córnea. Caso nenhuma destas alternativas funcione, porém, é preciso realizar um transplante de córneas, assim como fez Gustavo.

Saúde dos olhos

Você usa os 3 itens de make mais perigosos todo dia sem saber do risco

Usar lápis de olho de forma errada pode dar blefarite: o que é?

Conheça nove erros que podem acabar prejudicando a visão

_________________

Baixe o app Microsoft Notícias e fique atualizado sobre as notícias mais importantes para você. Disponível para iOS e Android.

Mais de Vix

image beaconimage beaconimage beacon