Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Mães saudáveis diminuem risco de obesidade nos filhos, diz estudo

Logotipo do(a) Saúde é Vital Saúde é Vital 16/07/2018 Maria Tereza Santos
Filhos de mulheres saudáveis correm menos risco de se tornarem obesos: Estudo mostra que, se mães seguirem cinco hábitos saudáveis, podem prevenir que seus filhos se tornem obesos © iStock Estudo mostra que, se mães seguirem cinco hábitos saudáveis, podem prevenir que seus filhos se tornem obesos

Adotar uma alimentação balanceada, fazer exercícios regularmente, manter um peso adequado, beber com moderação e não fumar. Uma mãe que cumpre essas cinco regrinhas não só beneficia a própria saúde, como diminui consideravelmente o risco de seus filhos se tornarem obesos.

A receita vem de uma pesquisa da Faculdade de Saúde Pública de Harvard, nos Estados Unidos. Segundo o estudo, os filhos dessas mulheres têm uma probabilidade 75% menor de desenvolverem obesidade. Além disso, se as crianças seguirem os mesmos cinco passos, esse número alcança 82%.

Para chegarem a essa conclusão, os cientistas examinaram os dados de 24 289 crianças e jovens entre 9 a 18 anos de idade e de suas mães (16 945 mulheres). Ao longo de cinco anos, 1 282 pequenos (5,3% da amostra total) ficaram bem acima do peso.

A pesquisa também revela que, mesmo se uma mulher incorporar apenas um desses hábitos, a saúde da prole já será afetada positivamente – isso em comparação com um menino ou menina cuja mãe não segue nenhuma daquelas cinco orientações.

Exemplo: só de se manter no peso adequado, uma mãe reduziria em 56% o risco da próxima geração brigar com a balança. Já o filho de uma mulher que não fuma tem uma probabilidade 31% menor de ficar obeso.

A obesidade infantil é um problema que atinge 41 milhões de crianças menores de 5 anos no planeta, de acordo com a estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS). Devido a isso, condições que antes eram quase exclusivas aos adultos agora afligem mais e mais jovens. Estamos falando de colesterol alto, hipertensão e diabetes tipo 2.

Aliás, o resultado da análise mostra que os cuidados com a forma física devem começar na infância e dentro de casa. Mas sem paranoia: em vez de focar no peso em si, especialistas sugerem valorizar os hábitos saudáveis.

Mais de Saúde é Vital

image beaconimage beaconimage beacon