Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Confira dicas do que dizer – e o que não dizer – a uma criança com obesidade

Logotipo de Amil Por Amil Saúde de Amil | Slide 1 de 10: Piadas de mau gosto, censuras, caras feias e grosserias. Mais cedo ou mais tarde, o preconceito e o desrespeito se manifestam na vida de quem tem obesidade – partindo, às vezes, de pessoas queridas e bem intencionadas. No caso das crianças com sobrepeso, as reações hostis ganham uma dimensão ainda maior, já que os pequenos não têm maturidade para lidar com algumas agressões. O que dizer, portanto, para fortalecer a autoestima deles? Quais abordagens podem realmente ajudá-los e não sabotar o tratamento da doença? Veja a seguir dicas e recomendações do que falar – e do que não falar – para uma criança com obesidade.

Piadas de mau gosto, censuras, caras feias e grosserias. Mais cedo ou mais tarde, o preconceito e o desrespeito se manifestam na vida de quem tem obesidade – partindo, às vezes, de pessoas queridas e bem intencionadas. No caso das crianças com sobrepeso, as reações hostis ganham uma dimensão ainda maior, já que os pequenos não têm maturidade para lidar com algumas agressões. O que dizer, portanto, para fortalecer a autoestima deles? Quais abordagens podem realmente ajudá-los e não sabotar o tratamento da doença? Veja a seguir dicas e recomendações do que falar – e do que não falar – para uma criança com obesidade.
© Foto: LiuSol/iStock
image beaconimage beaconimage beacon