Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

É possível fazer duas cirurgias plásticas ao mesmo tempo sem prejudicar a saúde?

Logotipo do(a) Sua Dieta Sua Dieta 17/07/2014 Sua Dieta
Photo: É possível fazer duas cirurgias plásticas ao mesmo tempo sem prejudicar a saúde? © Karramba Production - Fotolia.com É possível fazer duas cirurgias plásticas ao mesmo tempo sem prejudicar a saúde?

É possível fazer duas cirurgias plásticas ao mesmo tempo sem prejudicar a saúde?

Que atire a primeira pedra quem nunca pensou em fazer uma cirurgia plástica. Mas, é muito comum alguém ter vontade de mudar não só uma, mas duas ou mais partes de seu corpo. Contudo, será que é saudável fazer mais de um procedimento em uma única cirurgia?

"Ao contrário do que parece, muitas cirurgias estéticas podem, sim, ser associadas sem comprometer a saúde, como forma de otimizar o tempo do paciente e garantir sua satisfação. Quem passa por essa experiência, tem apenas um pós-operatório, recebe anestesia uma única vez e se recupera de duas técnicas em um único período", comenta o Dr. Alderson Luiz Pacheco, cirurgião plástico da Clínica Michelangelo, de Curitiba ? PR.

O especialista comenta que, normalmente, cirurgias conjuntas são mais requisitadas pelo público feminino ? e são elas a prótese mamária acompanhada da lipoescultura, a mamoplastia com a lipoescultura, a abdominoplastia com a lipoescultura e o aumento das nádegas, além da mamoplastia somada à abdominoplastia.

Porém, o médico lembra que, apesar de poder ser realizada, as cirurgias em conjunto precisam de alguns cuidados especiais. Segundo a própria SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), a cirurgia "dois em um" não deve atingir mais de 40% da área corpórea, e sua duração não deve passar de seis horas. "Esses limites são estabelecidos porque, caso ultrapassados, as chances de complicações no pós-operatório aumentam", explica o cirurgião.

Os cuidados devem ser ainda maiores caso sejam associados procedimentos envolvendo o corpo e a face, pois as orientações pós-operatórias, nestes casos, são ainda mais rígidas.

"Por exemplo: uma pessoa que faz mamoplastia e uma cirurgia nas pálpebras deve deixar compressas geladas na região dos olhos, - mas, ao mesmo tempo, ela não pode fazer muitos movimentos com o braço. Nesse caso, ela precisará impreterivelmente de ajuda", explica o especialista.

Ele lembra que quando as orientações dadas pelo especialista ? e pela SBCP para o médico - não são seguidas, os riscos podem ser mais sérios. "O corpo perde uma quantidade de sangue grande durante a operação, dessa forma, a cicatrização também pode ser mais demorada" explica.

Por isso, é importante que o cirurgião avalie todos os prós e contras envolvidos na associação das técnicas cirúrgicas, converse com o paciente sobre a cirurgia e, quando a escolha for feita, seja ela qual for, que seja feita de forma consciente.

Mais de Sua Dieta

image beaconimage beaconimage beacon