Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Alimentos detergentes: como eles ajudam a manter o hálito mais saudável

Logotipo do(a) Sua Dieta Sua Dieta 17/07/2014 Sua Dieta
Photo: Alimentos detergentes: como eles ajudam a manter o hálito mais saudável © yanlev - Fotolia.com Alimentos detergentes: como eles ajudam a manter o hálito mais saudável

Alimentos detergentes: como eles ajudam a manter o hálito mais saudável

Assim como existem alguns alimentos que prejudicam o estomago e, consequentemente, o nosso hálito, existem aqueles que fazem exatamente o contrário, ou seja, que melhoram o nosso hálito e deixam a nossa boca muito mais saudável e pronta para qualquer situação.   O mau hálito, cientificamente chamado halitose, tem mais de 50 possíveis causas. De acordo com o dentista Anderson Bernal, conhecido como o dentista dos famosos e dono do Instituto Anderson Bernal (SP), as causas mais frequentes são a saburra lingual, problemas periodontais, os problemas respiratórios e hepáticos, o estresse, a hipoglicemia, a alimentação inadequada, a desidratação e a xerostomia, também conhecida como boca seca.    "Alguns desses problemas têm soluções rápidas e simples" ressalta Bernal. O aumento da ingestão de água é uma delas, pois estimula as glândulas salivares e ainda ajuda a eliminar resíduos de todo o nosso organismo, inclusive da boca.   Sobre os alimentos, a maçã, a cenoura, o pepino e o aipo, quando comidos crus e com casca, são os que têm maior ação de limpeza. "Eles realizam uma espécie de raspagem dos dentes, impedindo o acúmulo de bactérias e livrando de possíveis odores indesejados. Para se ter noção de como é imediato o resultado dessa interação, experimente consumi-los quando sentir que os seus dentes estão um pouco ásperos, o que evidencia a formação de placa bacteriana. Após o consumo, passando a língua por eles novamente, você os sentirá lisinhos" relata o especialista.   Já o limão, que tem poder adstringente e bactericida, elimina as bactérias presentes na boca e em todo o sistema digestivo. Essa fruta ainda atua como reguladora do intestino, responsável por produzir diversos gases que muitas vezes acabam sendo eliminados pelas vias respiratórias. Para facilitar o seu consumo, vale acrescentá-lo às refeições e até pedir um suco adoçado.   Presente na categoria de alimentos antioxidantes e anticoagulantes, o gengibre atua também como um ótimo adstringente natural, por estimular alguns processos digestivos. Desse modo, levar balinhas de gengibre na bolsa ou na mochila ou até mesmo acrescentá-lo às refeições pode ser uma estratégia para combater o mau hálito.   Outra boa opção é a hortelã. Amplamente utilizada em tratamentos medicinais, é também dotada de diversas propriedades que estimulam o sistema digestivo, além, é claro, de ter um aroma agradável. "Ao mastigar as folhas dessa planta você direciona o suco formado pela saliva para o estômago, acelerando a digestão, e ainda fica com aquele gostinho de frescor na boca" explica Bernal.   Uma causa também bastante comum do mau hálito é o elevado nível de gás sulfídrico em nosso organismo. Ele é resultante dos processos metabólicos anaeróbicos - que ocorrem na ausência de ar - do nosso corpo. Nesse caso, o iogurte natural sem açúcar pode ser a grande solução, uma vez que ele age reduzindo os níveis desse gás que tem odor similar ao de ovo podre.

Mais de Sua Dieta

image beaconimage beaconimage beacon