Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

AVC: Causas e Prevenção

Logotipo do(a) Sua Dieta Sua Dieta 17/07/2014 Sua Dieta
© Halfpoint - Fotolia.com

AVC: Causas e Prevenção

Há tempos que o colesterol "ruim" (LDL) é conhecido como um dos grandes vilões do coração. Mas, o acúmulo de gordura nas artérias também pode ser responsável por um mal que somente no Brasil causa cerca de 180 mil internações por ano, segundo dados do Ministério da Saúde: o acidente vascular cerebral (AVC), também conhecido como derrame. 

Segundo a neurologista Gisele Sampaio Silva, professora adjunta da disciplina de neurologia da Universidade Federal de São Paulo-UNIFESP, o AVC é mais frequente em pessoas com idade avançada, mas hipertensos, fumantes, diabéticos, sedentários e indivíduos com colesterol alto também fazem parte do grupo de risco. 
"A taxa elevada de colesterol LDL é um fator de risco para o AVC isquêmico", observa a especialista. Dividido entre hemorrágico, quando acontece um sangramento interno na caixa craniana, e isquêmico, que representa 80% dos casos e ocorre quando há uma artéria obstruída, o AVC apresenta sintomas como perda repentina da força muscular ou da visão, dificuldade de comunicação oral, tonturas, formigamento num dos lados do corpo e alterações da memória. 

A fibrilação atrial (FA), um tipo muito comum de arritmia cardíaca, é uma doença que aumenta o risco de formação de coágulos no coração, que seguem para o cérebro, causando o AVC isquêmico. Níveis elevados de colesterol do sangue podem contribuir para a aterosclerose - uma doença inflamatória crônica que leva à obstrução das artérias pelo acúmulo de lípides (principalmente colesterol) em suas paredes. "Se um coágulo for formado na artéria carótida interna (artéria localizada no pescoço) sobre uma placa de aterosclerose, o risco de AVC isquêmico é grande", informa a neurologista.

O controle dos níveis do colesterol é apenas uma das medidas que as pessoas devem tomar para prevenir o derrame. "Colesterol elevado, hipertensão, diabetes são morbidades que aumentam o risco do acontecimento do AVC. Vale ressaltar que os indivíduos que possuem pais ou avós que já tiveram AVC precisam redobrar os cuidados", alerta Gisele. "O AVC isquêmico é uma emergência médica e seu tratamento é feito com medicamentos trombolíticos, que diluem o coágulo responsável pela isquemia", conclui.

Veja dicas para se prevenir do AVC

- Mantenha a pressão arterial sob controle.
- Evite o consumo de sal em excesso.
- Modere a ingestão de bebidas alcoólicas.
- Não fume.
- Controle o peso.
- Tenha uma alimentação saudável: evite gorduras saturadas (encontrada principalmente em alimentos de origem animal, como carne vermelha, derivados do leite e ovos) e frituras.
- Coma bastante frutas, verduras e fibras.
- Pratique exercícios físicos regularmente.
- Evite o estresse: faça atividades relaxantes como uma caminhada ao ar livre, conversar com amigos, passear com o cachorro.

Mais de Sua Dieta

image beaconimage beaconimage beacon