Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Calvície feminina: Este problema é raro, mas existe!

Logotipo do(a) Sua Dieta Sua Dieta 17/07/2014 Sua Dieta
Photo: Calvície feminina: Este problema é raro, mas existe! © brezzell ? Fotolia.com Calvície feminina: Este problema é raro, mas existe!

Calvície feminina: Este problema é raro, mas existe!

Homens calvos, todo mundo já está cansado de ver. Mas, e quando são as mulheres que sofrem deste mal? A alopecia androgenética, mais conhecida como calvície, também afeta o sexo feminino e pode ser sinônimo de grande ansiedade e sofrimento emocional. Ela está relacionada à perda excessiva de cabelos e pode ter diversas causas e intensidades. 

"O grande problema é que os quadros iniciais de queda capilar dificilmente são clinicamente evidentes e, por isso, muitos pacientes com queixas sobre este tipo de problema são pouco valorizados por seus médicos. Tudo é visto como um exagero, como um problema puramente estético", relata Dr. Arthur Tykocinski , Dermatologista, membro e representante no Brasil da Sociedade Internacional de Cirurgia de Restauração Capilar (ISHRS - International Society of Hair Restoration Surgery).

Confira uma entrevista com o especialista, em que ele tira todas as dúvidas sobre a calvície nas mulheres!

1 - Quais as principais causas da queda de cabelo em mulheres?

O cabelo pode perder seu aspecto saudável por diversos motivos. Para simplificarmos, vamos nos limitar a dois grupos: causas internas, tais como alterações nutricionais, manifestações genéticas, irregularidades hormonais e inflamações no couro cabeludo; ou causas externas, que tem como agentes influenciadores a poluição, exposição excessiva ao sol ou mesmo a fumaça dos cigarros, que são de caráter cumulativo.

Mas as maiores agressões são causadas por nós mesmos, ao pentearmos os cabelos, passar as mãos com resíduos nos fios, sejam cremes ou mesmo suor, além de tratamentos químicos, como colorações, relaxamentos, escovas dos mais variados tipos, dentre outros tratamentos. Não chega a ser surpresa que o cabelo sofra com isso tudo, e quanto mais comprido, com crescimento mais lento e mais fino, maior será o dano.

2- Quais os sinais da calvície?

Para saber quais os principais indícios da perda capilar, temos que observar o grau de intensidade.

Grau I - O primeiro sinal é um afinamento do cabelo, em geral na parte anterior e superior da cabeça. No começo parece que a risca do penteado vai ficando mais alargada, até que se percebe a redução do volume e um crescimento lento do cabelo;

Grau II - Depois, uma rarefação acentuada, cria-se uma espécie de transparência, permitindo que se veja o couro cabeludo através do cabelo;

Grau III - Os fios ficam finíssimos, frágeis, quebradiços e mais claros. Nesse estágio, a calvície já está instalada. A linha de cabelo rente à testa é geralmente poupada, assim como o cabelo da região posterior, acima da nuca, por serem menos suscetíveis a ação hormonal. Na linha anterior, a enzima aromatase ajuda a proteger o cabelo da ação hormonal.

3 - Quais os motivos que influenciam no surgimento da alopecia androgenética em mulheres jovens?

Temos fatores diretos como influencia hormonal e a genética e outros fatores que podem ajudar a agravar, como inflamações no couro cabeludo e dietas com baixa proteína.

4 - Pessoas de determinadas raças estão mais propensas a isso? Ou o problema atinge a todas?

A calvície pode atingir qualquer indivíduo, independente de sua etnia. Mas, as pessoas de origem caucasiana e árabe são mais afetadas, enquanto as orientais são geralmente menos atingidas.

5- Existe um consenso que as pessoas perdem cerca de 100 fios de cabelos por dia. Isso é mito ou é verdade? Quando a queda se torna um sinal de alerta?

Esse número é normal, desde que haja reposição dos fios. Temos fase que caem mais e outras que caem menos. Na calvície, além da queda, ocorre um afinamento dos fios e atrofia e fibrose dos folículos.

6 - Certas práticas, como pentear ou escovar os fios muito molhados, aceleram a perda dos cabelos? Que cuidados as mulheres devem tomar para evitar o problema?

O fio molhado pode ser mais fácil de desembaraçar, mas por outro lado já está com a elasticidade máxima, oferecendo maior facilidade de rompimento e extração da haste. Existem produtos que contém silicone que facilitam o penteado, diminuem o atrito da escova, além de proporcionar efeito anti-frizz (arrepiado).

7 - Quais os tratamentos indicados na perda capilar feminina?

Evitar a oleosidade e a dermatite seborreica ajuda. Existem variados tratamentos, como shampoos, loções, medicamentos de uso oral, intradermoterapia ou mesoterapia capilar e tratamentos com feixes de luz vermelha e infra-vermelha - LED.

8- Quando o transplante folicular é indicado para a mulher?

Sempre que a transparência do cabelo for muito evidente e ela possuir uma boa densidade do cabelo localizado próximo à nuca.

Mais de Sua Dieta

image beaconimage beaconimage beacon