Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Clareamento dental: falta de orientação pode trazer riscos a pacientes

Logotipo do(a) Sua Dieta Sua Dieta 17/07/2014 Sua Dieta
© Subbotina Anna - Fotolia.com

Clareamento dental: falta de orientação pode trazer riscos a pacientes

Quem não quer ter um sorriso branquinho? Os dentes mais brancos, obtidos através do clareamento dental, além de deixar a pessoa com um ar saudável, também rejuvenesce!

O clareamento dental é um procedimento que tem o objetivo de limpar a superfície dos dentes e, com isso, resgatar a coloração originária. O procedimento é feito à base de peróxidos e com PH neutro, para não provocar a descalcificação dos dentes, e só deve ser realizado com indicação e supervisão de um dentista, a partir dos 15 anos de idade. No entanto, as pessoas que mais buscam o clareamento têm entre 20 e 45 anos. 

Antes e 10 dias após o tratamento é necessário evitar alimentos ricos em corantes, ácidos e cítricos. Pacientes que apresentem alto grau de sensibilidade dentária, má formação de esmalte, cáries ou que tenham realizado alguma cirurgia na gengiva recentemente não devem realizar o tratamento. 

Além disso, os excessos e a falta de orientação podem acarretar em lesões como ulcerações gengivais e gerar uma sensibilidade excessiva dos dentes. Em alguns casos extremos o paciente pode até ter que se submeter ao tratamento de canal, por conta do grau de agressão dos ácidos utilizados. É importante ressaltar que o clareamento dental não garante resultados semelhantes a todos os pacientes.

O procedimento pode ser realizado de duas formas: O "clareamento dental caseiro", que é aplicado diariamente, onde são utilizadas moldeiras individuais para cada paciente. O tratamento apresenta resultados finais em até 14 dias, sendo que com uma semana já se veem resultados. 

Já no clareamento misto são associados o tratamento em consultório com o clareamento em casa. No consultório são feitas aplicações de luz a laser ou LED, que intensificam o processo, e produtos com concentrações 3 vezes mais potentes do que os usados em casa. Com a associação dos métodos se obtém resultados finais melhores e superiores ao tratamento caseiro isolado.

Para ambos os casos, os pacientes são orientados ao retorno a cada 4 meses para realizar profilaxias que prolongam o resultado obtido com os procedimentos.

"Kits de Clareamento"
Muito comuns e facilmente encontrados em supermercados e farmácias, os kits de clareamento sugerem resultados em curtos períodos, mas não são recomendados por dentistas, e o Conselho de Odontologia não orienta a compra dos mesmos. 

"Cremes Dentais" 
Segundo o doutor Carlos Olegário Dias, especialista em Ortodontia e Ortopedia Facial da Clínica Ética Saúde Bucal "Não existe creme dental que realize clareamento e sim branqueamento. "Os cremes são muito utilizado para manutenção pós-clareamento", ressalta, mas a eficácia depende muito dos hábitos do paciente.

Mais de Sua Dieta

image beaconimage beaconimage beacon