Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Consumo de bebidas doces pode gerar erosão ácida e cárie

16/08/2014 Por Redação

Dos açúcares de nossa dieta, 43% vem de bebidas doces, que podem gerar cárie - Shutterstock

É quase unanimidade entre os médicos que o crescimento de doenças como a obesidade e a diabetes tipo II está altamente relacionado ao consumo excessivo de açúcar. Um levantamento feito pelo Credit Suisse Research Institute ouviu especialistas de Estados Unidos, Europa e Ásia, dos quais aproximadamente 90% confirmaram tal relação.

Estima-se que 43% dos açúcares na nossa dieta provenham de bebidas doces, como refrigerantes: uma lata contém, em média, oito colheres (chá) de açúcar, aponta o estudo. Além de problemas como diabetes e obesidade, as bebidas adocicadas podem causar cárie e erosão ácida.

A cárie acontece quando alimentos com sacarose são metabolizados pelos microorganismos da boca, e estas bactérias deixam, como produto final, ácidos. Em contato com a superfície do dente eles levam à desmineralização do tecido dental. Aos poucos, forma-se uma cavidade no dente, que pode crescer se não for tratada.

Já a erosão ácida ocorre quando alimentos ácidos enfraquecem a superfície do esmalte do dente e não há tempo suficiente para que a saliva neutralize a acidez para remineralizar o esmalte. Ou seja, caso durante a remineralização ocorra nova ingestão do alimento ácido, não ocorre a recuperação. A consequência da erosão é a sensibilidade, o amarelamento e o arredondamento do dente, além de possíveis fissuras e lesões.

Isabela Pordeus, professora da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), diz que um refrigerante de cola, por exemplo, tem pH 1,5, já o de laranja, pH 3, - quanto mais distante do 7, mais ácido é o alimento. Sendo assim, mesmo refrigerantes dietéticos podem levar à desmineralização.

Para evitar a erosão ácida, especialistas recomendam tomar bebidas doces por canudo, sem bochechar, para reduzir o contato com os dentes. Além disso, esperar, em média, uma hora após a ingestão da bebida para realizar a escovação permite que a saliva recomponha o esmalte dentário. No entanto, ressalta Isabela, o simples ato de beber substâncias doces já coloca a cavidade bucal em contato com a acidez. A melhor solução para evitar tanto a cárie quanto a erosão é, portanto, reduzir a ingestão de bebidas doces.

image beaconimage beaconimage beacon