Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Deep Running - Corrida também pode ser praticada na água

Logotipo do(a) Sua Dieta Sua Dieta 17/07/2014 Sua Dieta
© american911 - Fotolia.com

Deep Running - Corrida também pode ser praticada na água

Muitas vezes, a prática de esportes se torna um vício (um vício saudável e muito agradável!). Porém, quando o corpo dá sinais de desgastes, é preciso se adaptar às atividades menos impactantes. O Deep Running é uma das opções para quem está se recuperando de uma lesão ou sobrepeso. Para praticar, basta colocar o maiô ou a sunga e mergulhar na piscina. Isso mesmo! A atividade tornou a corrida uma modalidade aquática e vem fazendo muito sucesso nas academias.

Com a ajuda de um colete flutuante, os praticantes passam por um circuito na piscina e simulam a corrida habitual. Todo o corpo é trabalhado durante a aula. Do lado de fora, não é possível ter a real noção de como os músculos do membro inferior são exigidos, apenas as ondas que formam na água refletem a agilidade das passadas.

Apesar de ser uma atividade que reduz o risco de contusão e desconforto do praticante, o Deep Running exige muito pique. Nada de moleza na água! A prática da modalidade desenvolve um condicionamento físico maior, pois o trabalho de respiração, a coordenação motora e o equilíbrio na água são muito exigidos.

"O fato de estarmos a maior parte do dia fora d'água exige, além de uma adaptação ao meio líquido, um trabalho muscular muito variado, para que o praticante possa manter estabilidade e executar os exercícios propostos com qualidade", explica Samir Barel, profissional especializado em atividades aquáticas.

Para as mulheres que se preocupam em manter a boa forma, a modalidade também é muito indicada. Segundo Barel, devido à atividade proporcionar exercícios de força e resistência muscular, automaticamente ocorrerá melhora na flacidez e redução de celulite. Além disso, a água possui propriedades físicas como pressão hidrostática e viscosidade, que oferecem um efeito massageador no corpo imerso ao meio líquido, possibilitando um bem estar ainda maior.

Uma dica importante para obter melhores resultados é aliar o treinamento de Deep Running com exercícios de musculação e ginástica que tenham o mesmo objetivo e sigam a mesma periodização (força, resistência). Afinal, o resultado é mais demorado quando o praticante não estimula seu corpo de maneira correta, respeitando hábitos alimentares saudáveis e descanso apropriado para recuperação da prática. Com o Deep Running perde-se, aproximadamente, de 600 a 700 calorias numa aula de 45 minutos.

Mais de Sua Dieta

image beaconimage beaconimage beacon