Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Férias é oportunidade para contato com frutas e verduras

29/06/2014 PATRICIA GATTONE

Foto: Thinkstock

Por PATRICIA GATTONE

A garotada, independentemente da idade, adora o período de férias escolares para curtir, descansar, além de ficar um tempo maior com os pais e ter bons momentos em família. Por isso, essa é uma ótima oportunidade de estimular as crianças a terem bons hábitos alimentares. Segundo os especialistas, manter uma rotina saudável de refeições e lanches nesses quase dois meses de folga é muito importante. 

Paola Moreira, da clínica Super Healthy, destaca que apesar de tudo ficar mais flexível nas férias, incluindo o horário de ir dormir, os pais devem combinar um limite com os filhos. Este controle é necessário porque os pequenos estão em fase de crescimento e a falta de energia, de vitaminas e minerais podem, sim, interferir negativamente no desenvolvimento. O cuidado deve envolver tanto os horários para a realização das refeições, como também a qualidade dos alimentos.

De acordo com a nutricionista Silvia Lancellotti, esse período é uma grande oportunidade para introduzir novos alimentos na rotina alimentar das crianças. “Muitos pais também estão em férias e podem aproveitar para fazer receitinhas com elas, despertar a curiosidade para essa ‘brincadeira’ e levá-las aos mercados municipais e/ou às feiras livres, aproximando os filhos das frutas, verduras e legumes. Viagens também podem ser ótimas oportunidades para apresentar e introduzir novos sabores”, afirma.

Horários x rotina

Para a psicóloga infantil Daniella Faria, outro fator importante e que deve ser mantido mesmo durante as férias é o hábito das refeições à mesa, respeitando uma variação razoável no horário. “Por exemplo, as crianças costumam almoçar às 13 horas. Nas férias tudo bem almoçar um pouco mais tarde, já que o café da manhã e o lanche da manhã também foram mais tarde. É interessante criar uma nova rotina nesse período, diferente daquela normal, mas ainda assim que procure seguir uma ordem lógica”, ensina ela.

Como negociar as guloseimas?

Silvia Lancellotti explica que se as guloseimas se tornarem irresistíveis realmente é melhor deixar que as crianças comam os doces entre o almoço e o lanche da tarde. Isso porque é o período em que, provavelmente, vão gastar muita energia com as atividades, seja pulando ou brincando com os amiguinhos. “Dessa forma, vão reduzir as calorias consumidas”, diz a especialista. Outra dica de Silvia é não oferecer todos os doces que se tem em casa num único dia para a garotada.

Para Rafaela Sampaio, também nutricionista, é fundamental lembrar que nesses meses sem aula a “saúde não entra em férias”. Por isso, a tática de oferecer um doce ao final da refeição, em intervalos regulares, pode ser uma alternativa de satisfazer o desejo da criança e evitar os excessos. “O importante é manter a moderação quando se trata de guloseimas, salgadinhos e refrigerante”, ressalta.

No entanto, Thais Souza, da rede Mundo Verde, lembra que é possível encontrar doces considerados saudáveis como balas de algas marinhas, chocolate à base de soja e com maior teor de cacau, que podem ser usados em preparações de receitas.

12 dicas para uma rotina de férias saudável!

  • Combine um dia na semana para comer algo mais calórico, com maior teor de gordura ou açúcar. Desta forma, evita-se o consumo de guloseimas todos os dias;
  • Reveja os horários e adapte a rotina das refeições. No entanto, não deixe de fixar um período para cada uma, de acordo com a nova rotina da criança. Assim não haverá exageros, como, por exemplo, ir dormir muito tarde, acordar quase no meio do dia e pular várias refeições;
  • Mesmo que a rotina alimentar tenha uma pequena alteração é preciso manter as três refeições principais e de dois a três pequenos lanches intermediários, para que não ocorra diminuição do metabolismo e para que a digestão seja adequada;
  • Lembre-se de deixar com a criança sempre uma garrafinha com água filtrada para que ela se mantenha bem hidratada;
  • Procure fazer com que o seu filho brinque ao ar livre, na presença do sol, evitando ficar apenas na frente da televisão e/ou do computador;
  • Procure substituir os cereais refinados pelos integrais: arroz, massas e pães integrais devem fazer parte da alimentação das crianças mesmo nas férias, pois são fontes de carboidratos, proteínas, fibras, vitaminas e minerais, nutrientes importantes para o bom funcionamento do organismo. Uma boa alternativa é elaborar sanduíches com pão integral e deixar as crianças participarem da preparação, isso ajuda a despertar o interesse delas.
  • Troque os salgadinhos e biscoitos recheados por cookies integrais salgados e doces. Eles são mais saudáveis e elaborados com farinha de trigo integral, além de serem fontes de fibras, vitaminas e minerais. Opções: biscoitos com linhaça e gergelim ou ainda cookies de cacau ou castanhas. Como alternativa vale apostar em canjica de milho com sal marinho ou com açúcar orgânico;
  • Substitua refrigerantes por bebidas como água de coco e frutas naturais, e na hora de preparar os sucos deixe as crianças sugerirem combinações. Pode ser adicionado: chia, flocos de aveia e flocos de quinua – cereal pronto para consumo;
  • Estimule o consumo de verduras e legumes, esses alimentos são fontes de fibras, vitaminas e minerais importantes. Tempere com azeite de oliva extra virgem;
  • Evite preparações fritas. Ofereça para as crianças alimentos assados, grelhados, cozidos ou refogados;
  • Aproveite que as férias costumam ser períodos mais tranquilos para transformar as refeições em momentos de alegria. Faça com a criança mesas temáticas, leve alguns brinquedos para o almoço, por exemplo. Afinal, filhas bonecas também precisam se alimentar, não é mesmo? Quer mais ideias? Coloque a mesa no jardim e enfeite com flores;
  • Mantenha o hábito das crianças comerem de três em três horas, sendo café da manhã, almoço e jantar. Inclua, por exemplo, um pequeno lanche entre cada um, sendo um entre o café da manhã e o almoço, o outro entre o almoço e o jantar e o último após o jantar.

SERVIÇO:

Mundo Verde – www.mundoverde.com.br

Rafaela Sampaio - www.rafaelasampaionutri.blogspot.com.br

Silvia Lancellotti - http://nutricionistaslancellotti.blogspot.com.br/

Super Healthy – http://www.superhealthy.com.br/

image beaconimage beaconimage beacon