Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Intoxicação com remédios é mais comum em crianças

Logotipo do(a) Sua Dieta Sua Dieta 17/07/2014 Sua Dieta
Photo: Intoxicação com remédios é mais comum em crianças © julaszka - Fotolia.com Intoxicação com remédios é mais comum em crianças

Intoxicação com remédios é mais comum em crianças

"Está com dor de cabeça, tome tal remédio". "O joelho está te incomodando, passe determinada pomada". Enfim, sempre existe alguém que tem uma ótima receita quando o assunto é doença. Porém, a ingestão indevida de remédios é uma das principais causas de intoxicação no Brasil. E o mais grave é que a maioria destes casos ocorre em crianças. 

Com o objetivo de se tornar mais atraente, os remédios pediátricos são apresentados em cor, odor e sabor que atraem as crianças. De acordo com Sônia de Lourdes Liston Colina, pediatra do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos,  "É importante que os pais não reforcem essa percepção e expliquem às crianças que se trata de um remédio, não de bala ou bombom e que não pode ser consumido à vontade".

Quando se trata de crianças um pouco maiores, na fase pré-escolar, por exemplo, a própria curiosidade faz com que elas experimentem certos remédios que são guardados pelos pais de maneira inadequada. Já, quando o assunto são os bebês, a intoxicação é normalmente causada em função de erro na dosagem por quem administra o medicamento.

A intensidade das reações varia de acordo com a quantidade e a composição química do medicamento ingerido no acidente. Em pequenas doses, é mais comum a intoxicação por analgésicos, antitérmicos, antiinflamatórios, "antigripais" e vitaminas. Vômitos, diarréia, desidratação, hipertermia e acidose metabólica são os sintomas mais comuns. Já as reações pela ingestão de excesso de psicofarmacos (remédios usados para problemas psíquicos) podem variar desde sonolência, agitação, taquicardia até o coma.

Vale lembrar que a melhor maneira de evitar este problema é guardando os remédios fora do alcance das crianças. "Quando intoxicada por medicamento, elas sofrem conseqüências mais sérias se comparadas a um adulto, pois possuem uma estrutura corporal menor e um metabolismo mais acelerado" conclui a pediatra.


Confira as dicas para evitar a intoxicação de crianças com remédios em casa:

-Ler com atenção a receita e nunca tomar ou administrar medicamentos no escuro.

-Não administrar medicamentos por conta própria.

-Manter os medicamentos em armário trancado.

-Descartar restos de medicamentos, especialmente, vencidos.

-Não guardar medicamentos junto a alimentos.

-Manter produtos químicos, de limpeza, inseticidas, plantas, fora do alcance de crianças.

-Manter embalagens originais para evitar confusão.

Mais de Sua Dieta

image beaconimage beaconimage beacon