Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Mude os hábitos e previna o câncer

Logotipo do(a) Sua Dieta Sua Dieta 17/07/2014 Sua Dieta
Photo: Mude os hábitos e previna o câncer © jd-photodesign - Fotolia.com Mude os hábitos e previna o câncer

Mude os hábitos e previna o câncer

Entra ano e sai ano, algumas doenças continuam no topo da lista das mais preocupantes. E, em 2014, é claro que o câncer continuará sendo o foco das grandes pesquisas cientificas e o maior desafio dos médicos do mundo todo. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer ? Inca, só neste ano devem ser diagnosticados mais de 576 mil novos casos de câncer no país, sendo, atualmente, a doença que provoca quatro vezes mais mortes que os acidentes de trânsito.

"Quando se fala em câncer estamos falando de, pelo menos, 100 tipos diferentes de tumores malignos que podem atingir praticamente qualquer órgão do corpo humano. Atualmente, o câncer é a segunda causa de morte por doença, no Brasil. Dentre as causas da doença estão a maior exposição a fatores de risco, como o câncer de pulmão que maioria das vezes é consequência da propagação do hábito de fumar", afirma Dr. Rodolfo Gadia, oncologista clínico do Centro Oncológico do Triângulo ? COT (Uberlândia ? MG).

A estimativa é que o câncer da pele do tipo não melanoma (182 mil) será o mais incidente na população brasileira, seguido pelos tumores de próstata (68,8 mil), mama feminina (57,1 mil), intestino (33 mil), pulmão (27 mil) e estômago (20 mil).

Fatores de risco

Os fatores de risco podem ser encontrados no ambiente físico, ser herdados ou representar hábitos ou costumes próprios de um determinado ambiente social e cultural. Além do envelhecimento, são fatores de risco importantes: o tabagismo, o consumo de álcool, a alimentação, o excesso de peso e a prática de atividade física.

Tratamento

Após o diagnóstico do câncer, é feita a escolha do tratamento mais adequado para combater aquele tipo específico. "Os tratamentos podem incluir cirurgia, radioterapia, terapia hormonal, quimioterapia e transplante de medula óssea. Em muitos casos, é necessário combinar mais de uma modalidade. A cirurgia pode ser a retirada apenas do nódulo, passando por outros tipos e conforme o caso, chegar à retirada total do órgão. O tipo de tratamento dependerá do estado da doença, tamanho do tumor e fatores pessoais, como idade", explica Dr. Rodolfo.

Para tentar reduzir esta grave estatística, o especialista listou simples mudanças que podem fazer a diferença na saúde de cada um. Confira:

- Pare de fumar! Esta é a regra mais importante para prevenção do câncer;

- Uma alimentação saudável pode reduzir as chances de câncer em pelo menos 40%;

- Evite o excesso de peso;

- Evite ou limite a ingestão de bebidas alcoólicas. Os homens não devem tomar mais do que dois drinques por dia. As mulheres devem se limitar a um drinque;

- É aconselhável que homens, entre 50 e 70 anos, na oportunidade de uma consulta médica, orientem-se sobre a necessidade de investigação do câncer de próstata. Os homens com histórico familiar de pai ou irmão com câncer de próstata antes dos 60 anos devem realizar consulta médica para investigação da doença a partir dos 45 anos;

- As mulheres com idade entre 25 e 64 anos devem realizar o preventivo ginecológico periodicamente. Após dois exames com resultado normal com intervalo de um ano, o preventivo deve ser feito a cada três anos;

- Pratique atividades físicas, moderadamente, durante pelo menos 30 minutos, cinco vezes por semana;

- As mulheres com mais de 40 anos, devem realizar o exame clínico das mamas anualmente. Além disso, toda mulher entre 50 e 69 anos, deve fazer a mamografia a cada dois anos. As mulheres com caso de câncer de mama na família (mãe, irmã, filha, etc., diagnosticadas antes dos 50 anos), ou aquelas que tiveram qualquer outro tipo de câncer, em qualquer idade, devem realizar o exame clínico e mamografia, a partir dos 35 anos de idade, anualmente;

- É recomendável que mulheres e homens com mais de 50 anos, realizem exame de sangue oculto nas fezes, a cada ano (preferencialmente), ou a cada dois anos;

- Evite exposição prolongada ao sol, entre 10h e 16h, e use sempre proteção adequada;

- Realize diariamente a higiene oral (escovação) e consulte o dentista regularmente.

Mais de Sua Dieta

image beaconimage beaconimage beacon