Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Musculação na adolescência é benéfico?

Logotipo do(a) Sua Dieta Sua Dieta 17/07/2014 Sua Dieta
Photo: Musculação na adolescência é benéfico? © Syda Productions Musculação na adolescência é benéfico?

Musculação na adolescência é benéfico?

Apesar de todos saberem dos benefícios que a musculação traz para a saúde e para o corpo de todos, uma questão ainda levanta muitas dúvidas quando se trata desta atividade física: afinal, adolescentes podem fazer essas aulas mesmo estando em fase de crescimento?

"Antigamente acreditava-se que os exercícios com pesos dificultariam a fase do crescimento, mas esse mito já está superado. Hoje existem estudos que comprovam os fatores positivos no desenvolvimento dos adolescentes. Não há nada que impeça a prática da musculação, desde que a atividade seja bem orientada", explica o professor Ricardo Roberti, da Academia Equilíbrio ABC, de São Paulo.

A musculação é recomendada para jovens a partir dos 12 anos, mas há restrições na prática de acordo com o biofísico, a idade e o sexo. "Os exercícios devem começar bem leves, com pouca carga e complexidade. Deve-se respeitar a carga horária de, no máximo, 40 minutos diários e até três vezes por semana", revela o profissional.

Os benefícios da musculação para os adolescentes são muitos, dentre eles, o aumento da força, a melhora da autoestima, a correção da postura, a chance de socialização, o aumento da concentração, maior flexibilidade e condicionamento físico, o aumento da densidade mineral dos ossos, e principalmente, a atividade afasta os jovens do sedentarismo.

"Assim como qualquer atividade física, a musculação tem seus riscos, por isso, alguns cuidados precisam ser tomados. É importante fazer exame médico e avaliação física, e sempre procurar um profissional habilitado e qualificado para instruir da melhor forma possível a prática da atividade, respeitando as características individuais e os objetivos dos alunos", conclui Ricardo.

Mais de Sua Dieta

image beaconimage beaconimage beacon