Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Musculação para idosos pode aliviar as dores crônicas

Logotipo do(a) Sua Dieta Sua Dieta 17/07/2014 Sua Dieta
© AP Photo/Tony Ding

Musculação para idosos pode aliviar dores crônicas.

© Robert Kneschke ? Fotolia.com

A musculação é um dos exercícios mais adorados pelos jovens. Porém, diversos estudos já comprovaram o seu efeito benéfico na vida dos idosos, principalmente no combate à dor crônica. Este problema é decorrente dos mais variados tipos de doenças e, em muitos casos, pode ter seus sintomas reduzidos com a prática de atividade física, incluindo a musculação.

Uma pesquisa realizada nos EUA mostra que mais de 88% dos idosos relatam sentir dor crônica e, muitas vezes, com origem não detectada e não tratada. O mesmo estudo aponta que, pelo menos, 20% dos idosos tomam remédios contra dor semanalmente, principalmente para dores musculares ou nas articulações.
“A prescrição da musculação para aliviar os sintomas da dor crônica tem um princípio simples: sentimos dor porque determinada região está enfraquecida e vulnerável (seja uma articulação ou um grupo muscular).

Musculação para idosos pode aliviar as dores crônicas

O exercício resistido supervisionado irá fortalecer aquela região e, com isso, eliminar o mecanismo mantenedor da dor” explica o professor de educação física Carlos Alberto A. Silva – especialista em musculação para idosos.
Para aqueles idosos adeptos dos exercícios aeróbicos, uma boa notícia: “Quando se pratica um exercício aeróbico, o organismo é estimulado a produzir algumas substâncias que colaboram para neutralizar ou reduzir as dores também” orienta o especialista.

Mas, é preciso ter cuidado com a prática de exercícios físicos para os idosos ou pessoas com alguma patologia, alerta o professor. “Sem a supervisão de um profissional qualificado e preparado para orientar o treino de um idoso, aumentam os riscos de lesões nas articulações, de problemas com a segurança cardiovascular do aluno e com a possibilidade de intensificar a dor, justamente pela prática do exercício de forma inadequada” conclui.

Mais de Sua Dieta

image beaconimage beaconimage beacon