Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

O consumo inteligente do açúcar ajuda no combate às cáries

Logotipo do(a) ColgateColgate 16/08/2014 Por Redação

O consumo inteligente do açúcar ajuda no combate às cáries

“Tomar vários cafezinhos com açúcar é muito pior para os dentes do que comer uma barra de chocolate.” É o que afirma o implantodontista Miguel  ngelo Rodrigues. Ele explica que consumir pequenas quantidades de açúcar ao longo do dia pode provocar mais cáries do que ingerir uma dose grande de uma só vez. Para o dentista, o açúcar não é um vilão, desde que seja consumido de forma “inteligente e consciente”.

O consumo inteligente do açúcar começa por um entendimento do processo que o transforma em um alimento cariogênico. O problema é que a sacarose, presente nos doces, baixa o pH bucal, deixando um ambiente propício para o crescimento das bactérias causadoras da cárie. O pH é o índice que mede acidez, a boca humana costuma ter um valor em torno de 7, considerado neutro, valores abaixo deste número são considerados ácidos. Verduras e legumes são alimentos alcalinos, com pH acima de 7, já os doces, chegam a ter o índice próximo de 3. Com o passar do tempo, o organismo vai neutralizando a acidez. A ingestão continua de açúcar, ainda que em pequenas quantidades, como no cafezinho, vai atrasando a normalização do pH, deixando a boca vulnerável à ação das bactérias por mais tempo.

Miguel comenta que mesmo o consumo de pequenas quantidades de doces não seria um problema se após as pessoas escovassem os dentes. “Mas claro, ninguém come uma bala de tarde e vai cuidar da sua higiene bucal.” Por isso, é melhor comer doces logo após as principais refeições, quando normalmente já existe o hábito de escovar os dentes. O dentista ainda lembra que é melhor escolher alimentos com outros tipos de açúcar, como frutas. A frutose não baixa o pH como a sacarose, além de não ser alvo de ataque das bactérias que causam cárie.

A saliva também ajuda a neutralizar o pH, por isso, alimentos fibrosos são recomendados, já que necessitam ser bastante mastigados e aumentam a salivação. Em relação ao consumo adequado do açúcar, Miguel explica que entre balas e chicletes a segunda opção é melhor. “Hoje a maioria dos chicletes não contém sacarose e a mastigação aumenta a salivação que deixa a boca menos ácida.”

O uso consciente do açúcar é necessário para todas as idades, crianças e adultos precisam ter os mesmos cuidados. No entanto, a alimentação correta das crianças passa pelos hábitos construídos pelos pais. Os bebês não conhecem o gosto do açúcar, por isso, acrescentá-lo ao leite, sucos e mingaus é desnecessário. Outro erro comum é estimular tarefas colocando guloseimas como recompensa. Assim como para os adultos, a ingestão de doces não é proibida para as crianças, mas deve acontecer de forma regrada, com horários e quantidades estipulados pelos pais.

image beaconimage beaconimage beacon