Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Problemas na coluna são mais comuns em algumas profissões

Logotipo do(a) Sua Dieta Sua Dieta 17/07/2014 Sua Dieta
Photo: Problemas na coluna são mais comuns em algumas profissões © apops - Fotolia.com Problemas na coluna são mais comuns em algumas profissões

Problemas na coluna são mais comuns em algumas profissões

Quem nunca sentiu aquela dor incomoda nas costas depois de um longo dia de trabalho? Dependendo da posição que você fica, ela chega a atrapalhar a execução das tarefas. Mas, você sabia que algumas profissões tendem a piorar este mal?

"A má postura pode causar dor, que é um sinal de que algo está errado. Quanto antes o problema for tratado, melhor, pois é possível evitar que evolua para lesões mais graves", avisa o Dr. Giuliano Martins, fisioterapeuta e diretor regional da Associação Brasileira de reabilitação de Coluna (ABRColuna) e do ITC Vertebral Curitiba.

Alguns sintomas da postura errada são formigamentos e dores agudas, que podem afetar outros membros, como ombros e joelhos. Segundo o fisioterapeuta, ficar muito tempo sentado ou com o tronco arqueado, como fazem os médicos ao examinar pacientes ou em cirurgias, pode causar essas dores e também lesões.

Telefonistas, dentistas, manicures e cirurgiões são profissionais que ficam com a coluna vertebral em uma mesma posição por um longo tempo. "Esses profissionais chegam a desenvolver escolioses (desvios ou encurvamentos da coluna vertebral), hérnias e deslocamentos de discos", alerta.

Para quem trabalha com digitação, como jornalistas e programadores, os problemas podem ser maiores. "Esses profissionais poderão sofrer com dores lombares e cervicais e ainda ter tendinite (inflamação que causa dores ao movimentar a mão), epicondilite (inflamação nos tendões do cotovelo) e síndrome do túnel do carpo (uma compressão do nervo mediano do canal do carpo, que fica entre a mão e o antebraço)", acrescenta.

Como prevenção, o Dr. Giuliano Martins indica manter uma boa postura pelo maior tempo possível. "O corpo precisa estar fortalecido, por isso é importante fazer alongamentos durante o período de trabalho e praticar uma atividade física de quatro a cinco vezes por semana. Dessa forma, a pessoa fortalece os membros e diminui os riscos de lesões", recomenda.

"Ao sentir dor, é essencial procurar um profissional da saúde e não usar medicamentos sem orientação, pois estes podem mascarar a dor e não resolver o problema", alerta.

Dicas para uma boa postura

- a cadeira deve ter rodinhas, regulagem de altura e encosto e apoio para os cotovelos.

- o monitor deve ficar na altura da cabeça, um pouco abaixo da linha dos olhos. A cabeça não pode se curvar para cima, pois esse movimento provoca tensão e dores na região do pescoço. Para quem utiliza lentes progressivas, o monitor deve ficar um pouco mais abaixo para evitar que a cabeça se curve.

- os calcanhares devem ficar apoiados no chão ou em uma rampa.

- os joelhos devem ficar em um ângulo de 90 graus ou suavemente mais altos que o quadril, pois se estiverem muito dobrados, podem prejudicar a circulação normal das pernas.

- os cotovelos devem ficar apoiados na mesa ou nos braços reguláveis da cadeira.

- o encosto da cadeira precisa ficar sempre em contato com a região lombar.

- os punhos devem estar apoiados em uma peça confortável.

Mais de Sua Dieta

image beaconimage beaconimage beacon