Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Problemas na tireóide atrapalham o metabolismo

Logotipo do(a) Sua Dieta Sua Dieta 17/07/2014 Sua Dieta
Photo: Problemas na tireóide atrapalham o metabolismo © Jürgen Fälchle - Fotolia.com Problemas na tireóide atrapalham o metabolismo

Problemas na tireóide atrapalham o metabolismo

Localizada na região do pescoço, ela é o temor de muitas mulheres. Quando tem suas funções alteradas pode causar sérios problemas. Você já sabe do que estamos falando? Da tireóide, uma glândula endócrina importantíssima para o funcionamento harmônico de todos os processos bioquímicos do organismo.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), cerca de 10% das mulheres com idade acima dos 40 anos de idade e 20% das com mais de 60 anos sofrem com algum problema na glândula tireóide. Produção insuficiente (hipotireoidismo) ou em excesso (hipertireoidismo) dos hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina) são os problemas mais comuns.

"Estes hormônios são responsáveis pelo metabolismo do corpo. Eles determinam a forma como o corpo armazena e gasta energia", explica o nutrólogo Máximo Asinelli.

No caso do hipertireoidismo - excesso da produção de hormônios - é comum a pessoa sentir fraqueza muscular, tremores nas mãos, taquicardia, cansaço, fadiga, perda de peso excessiva, diarréia, irritabilidade, ansiedade, problemas nos olhos e até infertilidade.

"O excesso da produção de hormônios pode ser causado, entre outros motivos, quando os anticorpos do organismo atacam a própria glândula, levando ao crescimento e funcionamento exagerado da tireóide", esclarece Máximo.

Segundo o especialista, estudos feitos por pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) apontam que uma alteração genética associada ao hipertireoidismo pode causar até mesmo certo tipo de paralisia momentânea. Conhecida como paralisia periódica hipocalêmica tireotóxica, ela atinge aproximadamente 0,1% das mulheres e 1% dos homens com hipertireoidismo. A perda de força repentina acomete principalmente as pernas, impedindo o paciente de levantar ou andar.

Já nos casos de hipotireoidismo - produção insuficiente de hormônios - os sintomas mais comuns são o cansaço, depressão, falta de iniciativa, prisão de ventre, inchaço, sonolência, entre outros. Como o metabolismo funciona mais lentamente, geralmente, as pessoas que sofrem com o problema têm dificuldade para perder peso.

Portanto, se você já sentiu qualquer um dos sintomas mencionados acima, ou sente que tem dificuldade para emagrecer, por exemplo, procure um médico e investigue se isso não está relacionado à tireóide. Quanto mais cedo a causa for diagnosticada, mas rápido é possível controlar o problema. 

Mais de Sua Dieta

image beaconimage beaconimage beacon