Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Reduzir o sal da alimentação é fundamental para viver melhor

Logotipo do(a) Sua Dieta Sua Dieta 17/07/2014 Sua Dieta
© Spofi - Fotolia.com

Reduzir o sal da alimentação é fundamental para viver melhor

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o consumo de até 5 gramas diárias de sal. Na contra-mão desta informação, aparece a população brasileira que abusa do sal e consome 12 gramas do tempero por dia. Para diminuir esse número e, consequentemente, os casos de doenças relacionadas à alta ingestão de sódio, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Ministério da Saúde (MS) lançaram a Campanha de Redução do Consumo de Sal.

O consumo excessivo de sal contribui para o aumento do risco de desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), tais como: hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e doenças renais. Segundo a OMS, em 2001, essas enfermidades foram responsáveis por 60% do total das 56,5 milhões de mortes notificadas no mundo. Quase metade de todas essas mortes é atribuída às doenças cardiovasculares.

A nutricionista Lílian de Assis alerta para o risco da hipertensão arterial, mais conhecida como pressão alta. "Ela também é conhecida como uma doença silenciosa, pois só apresenta sintomas quando em níveis demasiadamente elevados. A pressão elevada pode levar a doenças cardiovasculares como derrames, isquemias e infarto. O excesso de sódio também gera retenção de líquido (inchaço) e pode levar a doenças renais", explica Lílian.

De acordo com a especialista, o componente do sal (NaCl) que devemos evitar é o sódio (Na) que também está presente em grande quantidade em enlatados, embutidos, congelados, temperos prontos, biscoitos salgados e doces. "Quanto mais sal consumimos, mais nos habituamos com o paladar salgado e mais sal vamos querer. Outro componente rico em sódio é o glutamato monossódico. Este dilata as papilas gustativas e faz a gente achar aquele alimento muito gostoso. A longo prazo, os alimentos saudáveis parecerão sem gosto e insossos", afirma.

Na hora de comprar um produto, Lílian aconselha a observar a quantidade de sódio nos alimentos industrializados e prestar atenção no %VD. "Este símbolo representa o percentual de sódio diário presente na porção", alerta.

Dicas para reduzir o sal na comida:

- Retirar o saleiro da mesa;
- Aumentar o uso de temperos naturais como o alho e cebola;
- Aumentar o uso de temperos verdes como o orégano, salsa, cebolinha, alecrim e o manjericão.

Mais de Sua Dieta

image beaconimage beaconimage beacon