Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Sedentarismo pode aumentar risco de impotência sexual

Logotipo do(a) Sua Dieta Sua Dieta 17/07/2014 Sua Dieta
Photo: Sedentarismo pode aumentar risco de impotência sexual © afxhome - Fotolia.com Sedentarismo pode aumentar risco de impotência sexual

Sedentarismo pode aumentar risco de impotência sexual

Homens sedentários, atenção! O resultado de uma pesquisa realizada com pacientes do Centro de Referência da Saúde do Homem, em São Paulo, mostrou que a ausência de exercício físico no dia a dia de homens aumenta o risco de impotência sexual. Segundo a pesquisa, em 90% dos casos de incidência da doença, os homens eram sedentários.

A pesquisa analisou 300 pacientes. A ausência da prática de atividades físicas causa problemas de saúde como a hipertensão arterial sistêmica, o colesterol e os temidos triglicerídeos altos. Uma das consequências deste mal fica por conta das doenças cardiovasculares que também favorecem ao aparecimento da disfunção erétil.

De acordo com os responsáveis pela pesquisa, o sobrepeso e a gordura na região abdominal reduzem a produção do hormônio masculino conhecido como testosterona. Outro fator importante na pesquisa é o tabaco. Segundo a análise, 40% dos pacientes com disfunção eram fumantes. O fumo entope os vasos e a circulação de sangue no pênis reduz significativamente.

Mais de 20 milhões de brasileiros acima dos 18 anos já sofreram com a impotência sexual pelo menos uma vez na vida. Homens com mais de 55 anos são mais propícios a apresentar esta disfunção.

Fatores emocionais X Impotência sexual

O estresse diário, a ansiedade e a falta de controle ejaculatório são fatores emocionais que interferem na saúde do homem e no caso de impotência sexual. Há algumas formas de tratamento. Entre eles estão acompanhamento psicológico, injeções, dispositivos a vácuo ou intervenção cirúrgica com a introdução de prótese.


Mais de Sua Dieta

image beaconimage beaconimage beacon