Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Veja cuidados relacionados ao uso de anestésicos

16/08/2014 Por Redação

Procedimento é feito através de seringas, que deve ser aplicada lentamente - Shutterstock

Dentro dos consultórios dentários, o procedimento para afastar a dor é são as anestesias locais. Elas são aplicadas com agulhas finas, próprias para mucosas na boca e com seringas carpules, que identificam o sangue caso o dentista perfure um vaso sanguíneo enquanto realiza a aplicação da anestesia. A professora de periodontia da Faculdade de Odontologia de São José dos Campos (UNESP) Maria Aparecida Neves Jardini recomenda que, antes dos procedimentos, o paciente faça um bochecho com antisséptico, o dentista passe uma pomada com anestésico e só depois aplique o produto já na seringa. “A aplicação deve ser feita lentamente”, ressalta.

O dentista deve estar atento principalmente nas indicações e contraindicações da anestesia. “Você deve fazer uma avaliação do paciente através da anamnese, na qual o dentista faz uma série de perguntas que toma conhecimento da saúde geral do paciente”, afirma. A partir do exame é possível saber, por exemplo, se o paciente possui diabetes, hipertensão e já tomou algum tipo de anestesia antes.

As grávidas merecem uma atenção especial. De acordo com a professora, é recomendado evitar o uso de anestésicos em tratamentos bucais nos três primeiros meses. Em casos de pressão arterial alterada, o dentista pode suspender o tratamento, pois o uso de anestésicos não é recomendado nessa situação. 

Para tratar pacientes com necessidades especiais ou ansiosos é recomendado o uso de anestesia geral ou então um procedimento que a odontologia tem desenvolvido: a sedação consciente. Para fazer o uso dessa técnica, o dentista precisa realizar um treinamento.

De acordo com o consultor do Instituto Pedro Martinelli Pró-Odontologia Rodrigo Bueno de Moraes, o limiar de dor pode variar de pessoa a pessoa. “Mesmo assim, nos casos clássicos de cirurgias, extrações, colocações de implantes, tratamentos de canal ou de cáries volumosas, a anestesia é indispensável”, afirma. Em situações menos invasivas, pode-se avaliar e optar por não usar o recurso.

image beaconimage beaconimage beacon