Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

É dia de encontro? Confira dicas para reduzir ou evitar o mau hálito

Logotipo do(a) ColgateColgate 27/03/2018 colgate
Não é para lhe deixar angustiado, mas é provável que você não consiga sentir o seu próprio mau hálito. © Fornecido por Cartola Não é para lhe deixar angustiado, mas é provável que você não consiga sentir o seu próprio mau hálito.

Banho tomado, roupa na estica, perfume importado, look todo trabalhado para impressionar. É hoje. Agora vai. Só que não. Você está com um bafo de dragão e precisa voltar todas as casas que havia avançado no tabuleiro da sedução.

O que faltou fazer? Dar aquela baforada na mão para ver se o mau hálito está à espreita? Então senta que o pior está por vir: talvez você esteja tão acostumado com o seu fedor bucal que já não consiga perceber! Ou seja, às vezes a única salvação é levar um “toque” de outra pessoa, o que nunca é agradável, muito menos quando você conseguiu marcar um encontro romântico com o seu crush.

Agora vem a parte boa: é possível se prevenir contra o mau hálito. Vamos separar as nossas dicas em duas partes: ANTES e DEPOIS de sair de casa.

Antes do encontro

1 - Escove bem os dentes, óbvio! Mais de dois terços dos casos halitose são provocados pela falta de uma boa higiene bucal. Inclua neste item a escovação da língua, onde se acumula a maioria das bactérias, além de ser um importante cartão de visitas em um encontro romântico.

2 - Cuide do seu nível de estresse. Segundo a Dra. Rosileine Uliana (CROSP 32819), coordenadora da Comissão de Halitologia do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP), existem mais de 60 diferentes “vilões” causadores do mau hálito. Entre esses vilões, acredite se quiser, está o estresse!

3 - Mantenha uma dieta balanceada, com alimentos duros e fibrosos.

4 - Beba bastante líquido, preferencialmente água, em uma média de 2 litros por dia.

5 - Pratique atividades físicas.

6 - Visite o dentista semestralmente para fazer um check-up.

Durante o encontro

1 - Bebidas alcoólicas podem causar maus odores na boca, mas não chegaremos ao ponto de vetar a cerveja ou o vinho. A saída é intercalar o consumo de álcool com água. Mau hálito não gosta de bocas bem hidratadas.

2- Pode mascar chiclete! Se o motorista do app oferecer balinha, aceite. Se o banheiro da festa tiver aquele enxaguante bucal esperto, aproveite e faça um rápido bochecho. Mas NÃO utilize enxaguantes cotidianamente sem a prescrição de um dentista.

3 - Evite alimentos com cebola ou alho, cuja digestão envia gases para a corrente sanguínea que podem causar mau hálito por um longo tempo.

4 - Será que precisa falar? Evite o cigarro!

5 - Não fique longos períodos de tempo sem comer, senão você forçará o seu corpo a consumir a própria gordura. Além de não gerar emagrecimento milagroso, o processo desencadeia um composto à base de enxofre que o amado ou a amada irão facilmente detectar na sua boca.

Para fechar, vamos considerar um cenário de catástrofe bucal não para você, mas para o seu par romântico. Nesse caso, talvez você precise dar um “toque”, mas sem causar constrangimento. É para esse tipo de situação que o site da Associação Brasileira de Halitose (ABHA) oferece o serviço “SOS Mau Hálito”, em que você pode, com garantia de anonimato, “dar um toque” para quem precisa de ajuda. Afinal de contas, o mais importante é não transformar o mau hálito em tabu. Trata-se de um problema social que atinge cerca de 30% da população brasileira, ou 50 milhões de pessoas. Então vamos todos dar as mãos por um mundo com bocas mais cheirosinhas! 

image beaconimage beaconimage beacon