Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Nem sempre o mau hálito é culpa sua. Saiba mais

Logotipo do(a) ColgateColgate 12/01/2018 Colgate
Pesquisadores japoneses estudaram 240 pacientes para obter resultados sobre o tema © Fornecido por Cartola Pesquisadores japoneses estudaram 240 pacientes para obter resultados sobre o tema

Escovar os dentes e usar o fio dental de maneira errada, comer alimentos contendo alho e fazer uso de tabaco são citados como causas de mau hálito, mas pesquisadores japoneses dizem que, em alguns casos, a culpa pode ser da proporção de bactérias que vivem na boca.

Cientistas estudaram as bactérias presentes na saliva de 240 pacientes que se queixavam de mau hálito e encontraram quatro tipos de composições de comunidades bacterianas. Mediram a intensidade do mau odor bucal e verificaram que os indivíduos com concentrações mais elevadas das quatro espécies de bactérias eram mais propensos a ter mau hálito. Os pesquisadores concluíram que a estrutura da população bacteriana da boca de uma pessoa precisaria ser modificada para eliminar a halitose.

O mau hálito pode ser embaraçoso e é uma das maiores queixas que os dentistas ouvem de seus pacientes. Segundo a American Dental Association (ADA), o mau hálito também pode ser um sinal de problema de saúde geral, como infecção do trato respiratório, sinusite crônica, gotejamento pós-nasal, bronquite crônica, diabetes, distúrbio gastrointestinal, doença do fígado ou dos rins. Se o seu dentista verificar que você tem uma boca saudável, ele poderá encaminhá-lo para o médico da família ou um especialista para acompanhamento adicional.

Se você suspeitar que seu hálito não está tão puro quanto poderia por causa da sua dieta, dos cuidados com a saúde bucal ou uso de tabaco, há várias coisas que você poderá fazer para melhorá-lo. Manter uma boa higiene bucal, eliminar a doença periodontal (de gengivas) e agendar limpezas e check-ups regulares são condutas essenciais para ficar longe do “bafo”. Se você achar que o mau hálito representa um problema, mantenha um diário com os alimentos que você ingere, as medicações que você toma e os problemas de saúde que você tem tido desde que notou uma alteração no seu hálito.

image beaconimage beaconimage beacon