Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Grupo Globo passará por reformulação em janeiro de 2020

Logotipo do(a) Poder360 Poder360 3 dias atrás Ighor Nobrega
a large white building with a mountain in the background © Grupo Globo

O presidente-executivo do Grupo Globo, Jorge Nóbrega, anunciou nesta 6ª feira (8.nov.2019) que a estrutura do conglomerado de mídia será reformulada em janeiro de 2020. A principal mudança será o nome da empresa, que será apenas “Globo”.

A nova “Globo” será uma única companhia, que unificará a TV Globo, a Globosat (canais por assinatura), Som Livre (gravadora), GloboPlay (streaming), Globo.com e DGCorp (Diretoria de Gestão Corporativa).

Segundo Nóbrega, a reformulação faz parte da “estratégia da transformação digital” da Globo, iniciada em setembro de 2018 com o programa UmaSóGlobo.

A partir de 2020, a Globo vai centralizar a criação e produção de conteúdos e agrupará os negócios digitais em uma única área.

“O investimento que estamos fazendo em novas tecnologias e modelos de negócio não implica abandonar as nossas forças tradicionais. Nossa estratégia amplia a força da televisão, ao unir TV aberta e TV fechada às oportunidades digitais, com o consumidor no centro do negócio”, afirmou o presidente-executivo da Globo.

Com a reorganização, o grupo passará a ter uma área de Criação e Produção de Conteúdo. Será chefiada por Carlos Henrique Schroder. O experiente diretor fará a gestão dos produtos de esportes, entretenimento e jornalismo.

O atual diretor de jornalismo da emissora, Ali Kamel, continuará no cargo. Ele terá sua posição no Conselho Editorial de Grupo Globo, que gere a comunicação social da empresa.

Os filhos do fundador da Globo, Roberto Marinho, também manterão cargos altos. Paulo Marinho comandará os canais Globo e suas afiliadas na TV aberta. Já Roberto Marinho Filho ficará à frente da Globo Ventures.

Além deles, o grupo também anunciou os diretores de outras 10 áreas da futura Globo. Entre elas, publicidade, finanças e estratégia.

“O modelo que apresentamos é 1 passo muito importante em nossa jornada de transformação. Escolhemos nos organizar por produtos e serviços –lineares, digitais e publicitários– e não por gêneros de conteúdo, permitindo 1 olhar de portfólio multigênero e multiplataforma”, declarou Jorge Nóbrega.

Vídeo: Shakira vai representar comunidade latina no 'Super Bowl' (Perform)

Repetir vídeo

Mais de Poder360

image beaconimage beaconimage beacon