Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Justiça libera retorno de comercial dos coelhinhos da Dolly

Logotipo do(a) VEJA.com VEJA.com 12/03/2018 Da Redação
Propaganda de Páscoa da ‘Dolly’, veiculada na TV e internet: Propaganda de Páscoa da 'Dolly', veiculada na TV e internet © Divulgação Propaganda de Páscoa da 'Dolly', veiculada na TV e internet

Por não cumprir as determinações do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, o Conar foi intimado a retirar a proibição de veiculação da campanha “Coelhinhos da Dolly”.

No final de fevereiro, o juiz Marcelo Augusto Oliveira, da 41ª Vara Cível de São Paulo, confirmou uma medida liminar, de setembro de 2017, que pedia ao Conar que julgasse a representação que questionava o comercial a portas abertas e na presença dos advogados da empresa, além de divulgar os nomes dos conselheiros que votariam na sessão.

O Conar, porém, não cumpriu a ordem judicial.

No ar desde 2007 e repetido anualmente, o comercial de Páscoa dos refrigerantes Dolly é lúdico e foi proibido pelo Conar de ser veiculado no ano passado. A alegação era de que a campanha fere um dos artigos de seu estatuto por usar crianças “como modelos para vocalizar apelo direto, recomendação ou sugestão de uso ou consumo” de produtos.

A utilização de crianças pedindo ou sugerindo o consumo de produtos é vedada pelo artigo 37 do Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária. Ou seja, o problema não é a utilização das crianças no comercial, mas o fato delas fazerem a locução da propaganda.

Segundo a agência de comunicação da empresa, o filme já está veiculando no SBT, na Record e na Rede TV!.

Repetir vídeo

----------

Vídeo: Junior Lima filma o filho, Otto, 'tocando' violão em viagem (Via Purepeople)

O que assistir a seguir
A SEGUIR
A SEGUIR

Siga o MSN no Facebook

Mais de Veja.com

image beaconimage beaconimage beacon