Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

7 travessias por terra e por mar, na América do Sul

Logotipo do(a) Viagem em Pauta Viagem em Pauta 16/05/2018 Viagem em Pauta

© Fornecido por Viagem em Pauta

Com 13 países espalhados por seus quase 18 milhões de km², a América do Sul reúne, em um mesmo território, cenários que vão das terras geladas e inóspitas das patagônias argentina e chilena até desertos, florestas e áreas inundadas.

Fãs que somos desse continente ainda mal explorado, turisticamente, por brasileiros, o Viagem em Pauta selecionou algumas das travessias mais cenográficas no trecho sul do continente.

Nessa lista você vai encontrar opções para cruzar a maior planície de sal do mundo, viajar pelas duas estradas mais icônicas da Argentina, navegar pelos Lagos Andinos e até, por que não?, ir de São Paulo a Buenos Aires de carro.

Só não vai ter roteiro pelo Brasil (que, só para lembrar também faz parte da América do Sul, tá?) porque isso é história para um outro dia (e para um post específico para isso).

LEIA TAMBÉM: “Patagônia argentina ou chilena? Saiba quais são as diferenças e programe-se”

CONHEÇA AS TRAVESSIAS

LAGOS ANDINOS

(Argentina e Chile)

© Fornecido por Viagem em Pauta

Há mais de um século, navegar por território patagônico significa ver vulcões, canais estreitos, florestas centenárias e povoados minúsculos.

E seja qual for a época do ano, a sensação é a de que você é o primeiro forasteiro a colocar os pés por ali.

Criada em 1913 pelo suíço Ricardo Roth, a Travessia dos Lagos é uma viagem de sete etapas (lacustres e terrestres), com duração de até dois dias, entre Porto Varas (Chile) e Bariloche (Argentina).

SAIBA MAIS: “Travessia dos Lagos Andinos é viagem em território selvagem do Chile e Argentina”

FIORDES PATAGÔNICOS

(Chile)

© Fornecido por Viagem em Pauta

O embarque em Puerto Natales, na Patagônica chilena, é simples e sem as formalidades de embarcações de luxo que cruzam estreitos e lagos do Chile.

Dali, a tripulação segue sem pressa os 1.500 km até Porto Montt, capital da Região dos Lagos.

A travessia nesse cargueiro com fins turísticos dura 4 dias e vai de Porto Montt a Porto Natales, ou na direção contrária.

SAIBA MAIS: “Saiba como é uma viagem pelos fiordes patagônicos do Chile”

CARRETERA AUSTRAL

(Chile)

© Fornecido por Viagem em Pauta

Localizada no setor oriental da Patagônia chilena, na fronteira com a Argentina, essa estrada tem mais de 1.200 km, entre a Região dos Lagos e Aysén, na Patagônia chilena.

Considerada um dos maiores orgulhos da engenharia chilena, essa via exige cuidados do visitante como o aluguel de um carro 4×4 e velocidade reduzida, sobretudo nos trechos estreitos de cascalhos soltos;

LEIA TAMBÉM: “Conheça o vilarejo sem ruas que vive sobre passarelas, no Chile”

LEIA TAMBÉM: “Puyuhuapi: a Patagônia chilena que fica mais ao sul do silêncio”

RUTA 40

(Argentina)

© Fornecido por Viagem em Pauta

A maior estrada da Argentina tem cinco mil quilômetros de extensão e vai de Río Gallegos, no sul da Argentina, a La Quiaca, na fronteira com a Bolívia.

Embora ainda apresente trechos intransitáveis ou possíveis apenas com carros 4×4, a Ruta 40 é cenário de um dos mais inusitados roteiros em terras argentinas como a viagem de três dias entre Bariloche e El Chaltén, a 1.500 quilômetros de distância.

LEIA MAIS: “Ruta 40: a mítica estrada da Argentina”

RUTA NACIONAL 3

(Argentina)

O terreno plano da Patagônia voltada para o oceano Atlântico conta com essa estrada que, por si só, já vale a viagem.

RN 3 é uma via de mais de 3 mil km que vai de Buenos Aires até o Ushuaia, na Terra do Fogo, passando por um cenário desértico que pouco lembra a imagem que temos de terras patagônicas.

Nesse longo trajeto até a Terra do Fogo, que tem o oceano Atlântico como vizinho, o viajante chega a atrações como Porto Madryn, Porto Pirámides e Península Valdés. CONHEÇA ATRAÇÕES

BUENOS AIRES DE CARRO

(Argentina)

© Fornecido por Viagem em Pauta

Quem chega de avião não sabe, mas os 3.300 km que separam São Paulo e Buenos Aires guardam atrações capazes de fazer viajantes trocar a rapidez dos voos pela beleza de um dos roteiros rodoviários mais cenográficos do Brasil.

Nesta viagem, em que o estar vale mais do que chegar, a estrada é protagonista e o cenário são serras escondidas, vales profundos, navios naufragados e cidades históricas.

SAIBA MAIS: “Confira dicas e roteiros para ir de carro até Buenos Aires, na Argentina”

SALAR DE UYUNI

(Bolívia)

© Fornecido por Viagem em Pauta

Localizado no sul do país, a quase 600 km de La Paz, o Salar de Uyuni é daqueles lugares que o viajante custa a acreditar que existe.

São 12 mil km² de sal, o que lhe garantiu os títulos de “a maior planície de sal do mundo” e o de “ único ponto natural brilhante que é possível ser avistado do espaço”.

No inverno, aquela imensidão branca parece querer cegar os olhos; no verão, uma fina capa de água de degelo dos Andes forma um tapete espelhado sob os pés dos visitantes. COMO CHEGAR

SAIBA MAIS: “Viagem pelo maior salar do mundo é experiência única na América do Sul”

VEJA TAMBÉM: “15 experiências inusitadas que você precisa provar na América do Sul”


Siga o MSN no Facebook

Este recurso não tem suporte na versão do seu navegador. Recomendamos atualizar para a versão mais recente do Internet Explorer para usá-lo.

Mais de Viagem em Pauta

image beaconimage beaconimage beacon