Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Deixar o destaque da posição 8 (a que está pinned, de Booking) sempre na MESMA POSIÇÃO

9 fotos que provam que o Chile não é desse mundo: veja destinos

Logotipo do(a) Viagem em Pauta Viagem em Pauta 4 dias atrás Viagem em Pauta
© JlH

Com quase 600 mil turistas brasileiros no ano passado, uma alta de de 8,1%, com relação a 2017, o Chile se firmou como novo queridinho do brasileiros, em terras da América do Sul.

Dono de uma das geografias mais extremas do continente, esse país delgado tem tudo o que brasileiro não encontra por aqui. O Chile é uma sequência de paisagens que vai da fria e isolada Patagônia ao norte árido do país, onde o Atacama é o principal cartão postal, passando por fiordes, vulcões e geleiras.

É justamente essa variedade de cenários naturais, entre as cordilheiras dos Andes e o oceano Pacífico, que atrai viajantes de estilos tão diferentes.

Com uma superfície continental de mais de 756 mil km², o Chile conta com experiências únicas na América do Sul como travessia de lagos andinos, hotéis localizados em endereços isolados, tours astronômicos no deserto e até trilhas entre algumas das estátuas mais misteriosas do planeta.

LEIA TAMBÉM: “Confira fotos para inspirar sua próxima viagem ao Chile”

VEJA DESTINOS

⇒ Fiordes

Laguna San Rafael (foto: Eduardo Vessoni) © Fornecido por Eduardo Vessoni Lopes Laguna San Rafael (foto: Eduardo Vessoni)

O embarque em Porto Natales é simples e sem as formalidades das outras embarcações de luxo que cruzam estreitos e lagos do Chile. Dali, a tripulação vai seguir sem pressa até Porto Montt, a capital da Região dos Lagos. [continua]

⇒ Patagônia

© JlH

A Patagônia chilena tem a geografia mais isolada e inóspita de todo esse esse destino austral com mais de um milhão de km², onde é possível navegar pela 3ª maior extensão de gelos continentais do mundo que abriga atrativos como o Parque Nacional Laguna San Rafael e o glaciar Exploradores [continua]

LEIA TAMBÉM: “Patagônia argentina ou chilena? Saiba quais são as diferenças e programe-se”

⇒ Carretera Austral

Ventisquero Colgante, glacial em Puyuhuapi, na Patagônia chilena (foto: Eduardo Vessoni) © Fornecido por Eduardo Vessoni Lopes Ventisquero Colgante, glacial em Puyuhuapi, na Patagônia chilena (foto: Eduardo Vessoni)

Essa icônica estrada de 1.240 km liga a Região dos Lagos ao extremo sul do Chile, cujas vias rústicas dão acesso a atrações como o Parque Nacional Queulat, o glacial San Rafael e as espetaculares Catedrais de Mármore do Lago General Carrera [continua]

⇒ Lagos Andinos

foto: Cruce Andino/Divulgação © Fornecido por Eduardo Vessoni Lopes foto: Cruce Andino/Divulgação

A viagem começa em Porto Varas, passa por Porto Montt e segue em ritmo lento por paisagens como lagos glaciais, vulcões adormecidos, florestas centenárias, povoados minúsculos e bosques de lengas e alerces andinos. CONHEÇA A TRAVESSIA

⇒ Chiloé

Oceano Pacífico, visto na trilha de Duhatao a Chepu, em Chiloé, no Chile (foto: Eduardo Vessoni) © Fornecido por Eduardo Vessoni Lopes Oceano Pacífico, visto na trilha de Duhatao a Chepu, em Chiloé, no Chile (foto: Eduardo Vessoni)

A menos de 200 km do aeroporto de Porto Montt, o arquipélago de Chiloé é o Chile que a gente custa a acreditar que existe. A segunda maior ilha do país é endereço de igrejas de madeira declaradas patrimônio da humanidade, trilhas de cenários surreais e mitos que viraram atração da região. [continua]

⇒ Reserva Nacional Malalcahuello

foto: Corralco Resort de Montaña/Divulgação © Fornecido por Eduardo Vessoni Lopes foto: Corralco Resort de Montaña/Divulgação

Estação de esqui, crateras vulcânicas e geografia inóspita são destaques desse destino na Región de la Araucanía, no sul do Chile. Porta de entrada para a Patagônia, mas com temperaturas mais decentes e melhores vias de acesso, a região tem atividades tanto inverno como no verão. VEJA ATRAÇÕES

LEIA TAMBÉM: “Chile no verão: Reserva Nacional Malalcahuello”

⇒ Vale do Rosário

Localizado na região de Valparaíso, o Vale do Rosário tem um olho voltado para o mar, a 19 km dali, e outro para a cordilheira da Costa, um cordão de montanhas baixas que protegem vales verdes. E bem no meio disso tem até um hotel em um casarão colonial do início do século passado, com apenas dez quartos e dentro de uma vinícola.

Trilha Alto Bahamondes, no Valle del Rosario (foto: Eduardo Vessoni) © Fornecido por Eduardo Vessoni Lopes Trilha Alto Bahamondes, no Valle del Rosario (foto: Eduardo Vessoni)

SAIBA MAIS: “Hotel dentro de vinícola é destaque a 100 quilômetros de Santiago, no Chile”

⇒ Deserto do Atacama

Seja pela primeira vez ou não, o Atacama é daqueles destinos que valem a pena ser visitados em várias viagens e em diferentes estações do ano. E uma das atividades mais fascinantes é o tour de astronômico no deserto, considerado um dos melhores lugares do planeta para observação do céu. SAIBA MAIS

Céu do Atacama (foto: Adhemar M. Duro Jr./European Southern Observatory – Flickr/Creative Commons) © Fornecido por Eduardo Vessoni Lopes Céu do Atacama (foto: Adhemar M. Duro Jr./European Southern Observatory – Flickr/Creative Commons)

VEJA TAMBÉM: “O lado B do deserto: 3 trilhas alternativas no Atacama, no Chile”

⇒ Ilha de Páscoa

A 3.700 km da costa chilena, no meio do nada, essa ilha é daqueles destinos obrigatórios para quem procura experiências inusitadas, endereço de trilhas em fábrica de moais, mergulhos em águas, exageradamente, azuladas e caminhadas sobre vulcões.

A Ilha de Páscoa guarda tesouros escondidos como as cavernas de origem vulcânica com salões internos e vista para o oceano (foto: Eduardo Vessoni) © Fornecido por Eduardo Vessoni Lopes A Ilha de Páscoa guarda tesouros escondidos como as cavernas de origem vulcânica com salões internos e vista para o oceano (foto: Eduardo Vessoni)

SAIBA MAIS: “10 motivos para conhecer a Ilha de Páscoa”

 

_____________________

Quer receber as principais notícias do MSN Brasil pelo Facebook Messenger?
Inscreva-se agora.

Este recurso não tem suporte na versão do seu navegador. Recomendamos atualizar para a versão mais recente do Internet Explorer para usá-lo.

Mais de Viagem em Pauta

image beaconimage beaconimage beacon