Você está usando um navegador antigo. Por favor, utilize versão suportada para ter acesso às melhores funções do MSN.

Viaje em fotos pela fé e tradições religiosas de Jerusalém

Logotipo de Escolha Viajar Por Escolha Viajar de Escolha Viajar | Slide 1 de 40: A admiração por Jerusalém vai muito além das busca por paisagens surreais e belezas naturais. Quem viaja até lá esperando encontrar uma cidade medieval de contos de fadas terá uma realidade bem diferente de suas expectativas. Apesar de suas muralhas, não há nada de belas igrejas e capelas, campanários, torres ou sítios arqueológicos impressionantes. Mas a cidade compensa todos esses ingredientes com a fé exposta em cada esquina. ⇒ ROTEIRO DE VIAGEM EM JERUSALÉM: O que fazer em 1, 2 ou 3 dias ⇒ ONDE SE HOSPEDAR EM JERUSALÉM e gastar pouco dinheiro  Jerusalém é uma cidade de fé, de religião, um lugar que as pessoas visitam mais por aquilo em que acreditam do que pelo que podem efetivamente ver. Logo, sua beleza reproduzida em templos, igrejas e muita história está nos detalhes. Jerusalém foi repartida em quatro bairros: armênio, cristão, judaico e muçulmano. Essa divisão possibilita uma convivência pacífica na superfície, mas que repercute antigos ódios e ressentimentos por baixo dela. Um muçulmano não pode habitar o bairro cristão sem as devidas proteções; vendedores de rua muçulmanos não se importam se sua barraca está tapando uma das estações da Via Sacra cristã; os armênios repreendem o modo como os cristãos se vestem no Santo Sepulcro. Mas essa fé extremada entre os que habitam e visitam a cidade não rende apenas fotos de Jerusalém como um lugar dividido. Rende também belas imagens de amor e devoção. Da mulher ortodoxa deitada aos pés do Santo Sepulcro, tal é o seu respeito por aquele lugar. Do menino judeu subindo em uma cadeira para deixar seu pedido no Muro das Lamentações o mais alto possível, onde ninguém possa pegar para ler. Das mulheres muçulmanas circulando pelo Monte de Templo após as orações, cercadas por suas crianças. E é um pouco disso que você pode ver nestas imagens a seguir. Você poderá comprovar que a fé é uma parte integrante de Jerusalém independentemente de sua crença, além de seus marcos históricos, como o  Domo da Rocha, o Muro das Lamentações e o Santo Sepulcro. Confira nesta galeria de fotos! PLANEJAMENTO DE VIAGEM! ⇒ Quais países exigem vacina contra febre amarela? ⇒ Quando bagagem é de graça ou paga? ⇒ Como economizar dinheiro para viajar ⇒ Confira como levar remédios em viagem ⇒ Saiba se você precisa de visto para viajar

A admiração por Jerusalém vai muito além das busca por paisagens surreais e belezas naturais. Quem viaja até lá esperando encontrar uma cidade medieval de contos de fadas terá uma realidade bem diferente de suas expectativas. Apesar de suas muralhas, não há nada de belas igrejas e capelas, campanários, torres ou sítios arqueológicos impressionantes. Mas a cidade compensa todos esses ingredientes com a fé exposta em cada esquina.

⇒ ROTEIRO DE VIAGEM EM JERUSALÉM: O que fazer em 1, 2 ou 3 dias

⇒ ONDE SE HOSPEDAR EM JERUSALÉM e gastar pouco dinheiro

Jerusalém é uma cidade de fé, de religião, um lugar que as pessoas visitam mais por aquilo em que acreditam do que pelo que podem efetivamente ver. Logo, sua beleza reproduzida em templos, igrejas e muita história está nos detalhes.

Jerusalém foi repartida em quatro bairros: armênio, cristão, judaico e muçulmano. Essa divisão possibilita uma convivência pacífica na superfície, mas que repercute antigos ódios e ressentimentos por baixo dela. Um muçulmano não pode habitar o bairro cristão sem as devidas proteções; vendedores de rua muçulmanos não se importam se sua barraca está tapando uma das estações da Via Sacra cristã; os armênios repreendem o modo como os cristãos se vestem no Santo Sepulcro.

Mas essa fé extremada entre os que habitam e visitam a cidade não rende apenas fotos de Jerusalém como um lugar dividido. Rende também belas imagens de amor e devoção. Da mulher ortodoxa deitada aos pés do Santo Sepulcro, tal é o seu respeito por aquele lugar. Do menino judeu subindo em uma cadeira para deixar seu pedido no Muro das Lamentações o mais alto possível, onde ninguém possa pegar para ler. Das mulheres muçulmanas circulando pelo Monte de Templo após as orações, cercadas por suas crianças.

E é um pouco disso que você pode ver nestas imagens a seguir. Você poderá comprovar que a fé é uma parte integrante de Jerusalém independentemente de sua crença, além de seus marcos históricos, como o  Domo da Rocha, o Muro das Lamentações e o Santo Sepulcro. Confira nesta galeria de fotos!

PLANEJAMENTO DE VIAGEM!

⇒ Quais países exigem vacina contra febre amarela?

⇒ Quando bagagem é de graça ou paga?

⇒ Como economizar dinheiro para viajar

⇒ Confira como levar remédios em viagem

⇒ Saiba se você precisa de visto para viajar

© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

Mais de Escolha Viajar

image beaconimage beaconimage beacon