Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

«Senti vergonha por ter recuado no acordo com o Chelsea por Raphinha»

Logótipo de MaisFutebol MaisFutebol há 3 dias Redação Maisfutebol
«Senti vergonha por ter recuado no acordo com o Chelsea por Raphinha» © Maisfutebol «Senti vergonha por ter recuado no acordo com o Chelsea por Raphinha»

A transferência de Raphinha do Leeds para o Barcelona parece não ter deixado totalmente feliz o proprietário do clube inglês, apesar de ter encaixado cerca de 58 milhões pelo negócio.

Em entrevista ao The Athletic, Andrea Radrizzani revela que sentiu-se envergonhado por ter voltado com a palavra atrás com o Chelsea no acordo pelo internacional brasileiro, acusando ainda os representantes do jogador de fazerem pressão para este se mudar para o Barcelona.

«Para mim, estava feito [com o Chelsea]. Quando dou a minha palavra, a minha palavra vale. Fiquei com vergonha por ter de ir ter com Todd Boehly [proprietário do Chelsea] e ter de mudar de posição. Foi uma falta de respeito e não é a maneira correta de agir», refere o dono do Leeds.

Radrizzan conta ainda que atacante de 25 anos estava disposto a transferir-se para o clube londrino mas devido à pressão feita pelos representantes o negócio não se concretizou.

«Fizemos o acordo com o Chelsea porque o jogador queria ir e estava aberto a ouvir ofertas de clubes da Premier League. Mas, infelizmente, digamos que influências de Barcelona convenceram o jogador a esperar e a esperar e a esperar até encontrarem uma solução. Isso mostra o poder e a alavancagem que os jogadores e os seus agentes têm no sistema. Para mim é exagerado. Investimos muito para desenvolver os clubes. Investimos centenas de milhões, mas todo o poder parece estar com os empresários e representantes dos jogadores», acusa o empresário italiano.

O Leeds estava preocupado sobre se o Barça podia pagar a transferência e, por isso, incluiu uma cláusula que penaliza os catalães, caso se atrasem nos pagamentos.

«Seria absurdo se o Barcelona não pagasse a tempo, não posso imaginar que tal aconteça. Se não o fizerem, teremos um caso contra o Barça», disse Radrizzani.

Raphinha, que em Portugal representou o V.Guimarães e o Sporting, trocou neste verão o Leeds pelo Barcelona após duas temporadas de bom nível na Premier League.

AdChoices
AdChoices

Mais de MaisFutebol

image beaconimage beaconimage beacon