Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

À descoberta de Vila Real por 10 percursos que vão do Douro ao Marão

Logótipo de O Jogo O Jogo 28/07/2017 Administrator

A Câmara de Vila Real apresentou hoje 10 percursos pedestres que revelam o património natural e construído deste território, atravessando as serras do Marão e Alvão, as vinhas do Douro ou ao vale do rio Corgo.

O presidente da autarquia, Rui Santos, afirmou que o projeto visa "fomentar o ecoturismo sustentável", bem como "divulgar a biodiversidade" e o "património rural".

Ao todo são 10 percursos que cobrem todo o território municipal, desde as vinhas do Douro, aos vales dos rios e ribeiras, até à serra do Marão, que se ergue a 1415 metros de altitude.

O vereador Carlos Silva informou que a maior parte dos percursos já está sinalizada e que, a dos restantes, ficará concluída nas próximas semanas.

Para além da sinalização e das placas informativas sobre os valores patrimoniais, colocadas no terreno, o vereador disse ainda que os percursos estarão disponíveis em plataformas 'online', como é o caso da 'wikiloc', para que os visitantes se possam guiar através do telemóvel.

O objetivo é "potenciar o elevado património biológico" mas mostrar também o património construído, como é o caso dos socalcos de vinhas no Douro, o fojo do Lobo, que no passado servia de armadilha para caçar este animal, agora protegido, os espigueiros, as casas de granito, eiras ou cortes de gado.

O município salientou que "muitos destes espaços ainda se encontram num estado relativamente selvagem", ou seja, onde a "intervenção do homem é mais ou menos diminuta" e que, por isso, neles ainda habitam espécies como o lobo, os corços ou lepidópteros, como a borboleta azul.

Com este projeto, a autarquia quer ainda promover a gastronomia e o artesanato locais.

Os percursos pedestres são: o do fojo do lobo, do vale do Corgo norte, do Alvão, das três aldeias, do mineiro, do carvalhal de Gontães, das florestas do Marão e ainda mais três que se estendem pelo Douro vinhateiro.

O projeto, inserido no Programa da Biodiversidade que o município está a implementar há alguns anos, contou com a parceria do Clube de Montanhismo de Vila Real e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon