Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

À frente de Lindelof só existiu Bailly

Logótipo de O Jogo O Jogo 12/06/2017 Ana Proença

A contratação de Lindelof por parte dos red devils tem feito grande furor em Inglaterra e já mereceu o aval por quem o conhece bem na Suécia, onde se acredita que o atleta vai impor-se em Manchester

Os 35 milhões de euros que o Manchester United vai pagar por Lindelof, num negócio intermediado pelo influente empresário do jogador, Fali Ramadani, e que até podem ascender a 45 mediante objetivos, fazem do central a contratação mais cara do "Special One" em Portugal, com o internacional sueco a bater os 30 milhões recebidos pelo Benfica por Di María (o Real Madrid viria a pagar mais seis milhões por objetivos) e Fábio Coentrão e pelo FC Porto por Ricardo Carvalho.

© Miguel Pereira / Global Imagens

Lindelof torna-se o segundo central mais caro de Mourinho, atrás de Bailly (custou 38 milhões de euros), com quem deverá precisamente formar dupla no eixo dos red devils na próxima época. Após o elevado investimento no defesa costa-marfinense, o treinador português não olhou novamente a gastos, desta feita com Lindelof. Tudo para solucionar alguns problemas revelados em 2016/17 no eixo defensivo, com Mourinho a preparar uma dupla também para o futuro, face à juventude de ambos.

Com apenas época e meia a titular do Benfica, Lindelof já impressiona em Inglaterra e na Suécia, tendo a sua contratação por parte do Manchester United recebido ontem o aval de Jesper Blomqvist (antigo internacional sueco e ex-jogador dos red devils) e Sebastian Larsson (atual colega de seleção do defesa).

"O Manchester United é um grande clube, mas o Lindelof vai-se encaixar perfeitamente. Pode jogar até a lateral ou a médio-defensivo", referiu Blomqvist à Imprensa sueca, reforçando: "O seu estilo de jogo adapta-se ao Manchester United. É muito rápido, bom a nível técnico e sabe jogar." Já Larsson, diz ter ficado "impressionado" sempre que jogou com o defesa: "Atualmente é um jogador importante para a seleção e isso mostra maturidade. Tem um grande futuro pela frente."

Treinou ontem pela seleção sueca

Depois do triunfo de sexta-feira sobre a França, por 2-1, Lindelof, assim como os seus companheiros, teve direito ao dia de folga no sábado, mas ontem já se apresentou novamente nos trabalhos da seleção.

O central treinou às ordens de Janne Andersson e segundo revelou a própria Federação deverá integrar mesmo as contas para o particular de amanhã diante da Noruega. Ainda que, segundo apurou O JOGO, o defesa acredite que seja possível assegurar a sua dispensa do jogo, de forma a viajar de imediato para Manchester.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon