Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ángel María Villar em prisão preventiva sem fiança

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/07/2017 Hugo M. Monteiro

Presidente da Federação Espanhola de Futebol foi ouvido desde a manhã desta quinta-feira.

O juiz que esta quinta-feira ouviu os depoimentos dos detidos na sequência da operação "Soule" ditou prisão preventiva sem fiança para Ángel María Villar, presidente da Federação Espanhola de Futebol (RFEF) e para o filho, Gorka Villar, além de Juan Padrón, vice-presidente da instituição.

© Fornecido por O jogo

De acordo com a agência EFE, os três indivíduos estão acusados de, alegadamente, prejudicarem a RFEF no valor mínimo de 45 milhões de euros.

Os investigadores do caso suspeitam que Ángel Villar tenha cobrado comissões pelo agendamento de jogos entre a Espanha e outras seleções e que se servia do seu cargo para contratar serviços de maneira a beneficiar o filho, Gorka.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon