Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"É fácil Jorge Jesus gostar de Gaspar"

Logótipo de O Jogo O Jogo 09/03/2017 Ana Proença

Armando evangelista, ex-treinador do lateral do V. Guimarães seguido pelos leões, fala de jogador dedicado e "com soluções"

O Sporting tem Bruno Gaspar na mira e até já se informou das condições para contratar o lateral-direito do V. Guimarães (o Benfica, clube formador, ainda detém 50% dos direitos económicos), conforme O JOGO deu conta na edição de ontem, e quem o conhece bem não tem dúvidas de que o camisola 76 dos minhotos tem lugar no plantel verde e branco para rivalizar com Schelotto, nem que agradaria facilmente a Jorge Jesus.

Armando Evangelista, treinador que orientou Bruno Gaspar na equipa B vimaranense, primeiro, e depois na principal, realça a "capacidade de trabalho", a "vontade de vencer" e a evolução técnica no capítulo do último passe.

Dramé, do Moreirense (esq) com Bruno Gaspar, do V. Guimarães (dir) © Miguel Pereira/Global Imagens Dramé, do Moreirense (esq) com Bruno Gaspar, do V. Guimarães (dir)

"É fácil trabalhar com ele, pois tem grande empenho e entrega; será fácil Jorge Jesus gostar dele. Sabe ouvir e tem vontade de aprender. Ainda tem 23 anos, é um jovem valor que está a despontar. Ao fim de época e meia de consistência está a dar nas vistas", comenta Armando Evangelista, que faz a O JOGO uma análise da qualidade defensiva e ofensiva do lateral: "Dá muita profundidade, tem uma participação muito ativa ofensivamente. Joga bem por fora, mas também por dentro, cria desequilíbrios e tem sempre soluções. Defensivamente é chato, nunca dá um lance por perdido e é muito forte no um para um. Uma carraça. Mesmo quando é batido, recupera logo a posição. Tem boa capacidade física, é ágil e móvel, e tem bom sentido posicional. Fisicamente é impressionante: cansa vê-lo a fazer o vaivém no flanco. Tem prazer em ajudar o ataque e grande disponibilidade a defender."

O antigo treinador do lateral que está na mira do Sporting destaca a "evolução na capacidade de decisão, no último passe". "Antes chegava ao último terço do terreno e não definia bem. Mas evoluiu, como se viu em Alvalade, e já tem uma série de assistências. Dada a sua capacidade de trabalho, não me admira essa evolução. Também melhorou nos cruzamentos", avalia.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon